Cruzeiro

Funcionários do Cruzeiro falam em 'negligência' e anunciam greve a partir de sábado

Fabio Utz
Clube está na Série B do Brasileirão pelo segundo ano seguido
Clube está na Série B do Brasileirão pelo segundo ano seguido / DOUGLAS MAGNO/GettyImages
facebooktwitterreddit

A situação do Cruzeiro só piora. Funcionários da Sede Campestre e de Barro Preto vão entrar em greve a partir de sábado por tempo indeterminado. O motivo? Seis meses de salários atrasados.

Depois que os jogadores pararam suas atividades na semana passada, havia a expectativa de que a direção pagasse parte do que é devido, o que não aconteceu até esta quinta-feira. "A situação ficou intolerável e injustificável. Até mesmo, a forma com a qual o Cruzeiro vem sendo gerido", diz nota emitida pelos trabalhadores.

Ao falarem "negligência", eles ainda afirmaram que os parceiros da instituição se preocupam, unicamente, com o futebol, deixando os demais colaboradores da instituição sem o devido retorno. Espera-se, agora, por um posicionamento efetivo do Cruzeiro, que diz precisar de R$ 9 milhões para colocar tudo em dia e que o repasse se dará de forma gradativa, na medida em que levantar fundos.

Para mais notícias do Cruzeiro, clique aqui.

facebooktwitterreddit