Fora do pleito, Campello deixa projetos em andamento para novo presidente do Vasco; veja quais

Nathália Almeida
FBL-SUDAMERICANA-VASCO-CARACAS
FBL-SUDAMERICANA-VASCO-CARACAS / RICARDO MORAES/Getty Images
facebooktwitterreddit

Após aparecer mau posicionado (4ª posição) na votação impugnada pelo Superior Tribunal de Justiça, Alexandre Campello, atual presidente do Vasco da Gama, retirou sua candidatura e deixou oficialmente de concorrer pela reeleição. No momento, o mandatário foca em 'preparar o terreno' para quem assumirá a gestão do clube, deixando alguns projetos encaminhados.

Como destaca o UOL Esportes, o primeiro e mais importante deles é o projeto de reforma, ampliação e modernização de São Januário. Já há um acordo de entendimento com a WTorre - mesma empresa que construiu e administra Allianz Parque, do Palmeiras -, contudo, os próximos passos serão cruciais para definir (ou não) a execução do planejamento: a busca por investidores, criação de um fundo de investimento e, aí sim, assinatura de contrato para início das obras.

FBL-LIBERTADORES-VASCO-WILSTERMANN
FBL-LIBERTADORES-VASCO-WILSTERMANN / MAURO PIMENTEL/Getty Images

Além da reforma de São Januário, o próximo presidente cruzmaltino também terá a missão de dar sequência às obras dos centros de treinamento: situado em Jacarepaguá, o CT do profissional já teve sua primeira fase concluída, mas ainda restam diversas etapas pendentes, como a instalação de outros cinco campos, alojamento e outras instalações; já o CT da base, em Duque de Caxias, deve ter seus campos, vestiário e academias inaugurados ainda em novembro, mas toda a estrutura de alojamento para servir de moradia aos atletas e seus familiares ainda seguem pendentes.

Por fim, como já falamos neste outro artigo, há também os projetos que envolvem o elenco do Vasco, como a compra do passe do argentino Martín Benítez. Por se tratar de um investimento alto, Campello optou por deixar a negociação em 'stand by', aguardando a definição das eleições para, em seguida, conversar com o futuro novo presidente e dar continuidade (ou não) às tratativas.

facebooktwitterreddit