Corinthians

Focado no Corinthians, Róger Guedes exalta Fiel e evita polêmica sobre chance de rebaixar o Grêmio

Antonio Mota
Róger Guedes coloca Fiel como “12º jogador” do Corinthians e rebate Vagner Mancini: “A torcida é diferente de todas as outras”.
Róger Guedes coloca Fiel como “12º jogador” do Corinthians e rebate Vagner Mancini: “A torcida é diferente de todas as outras”. / Ricardo Moreira/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um dos destaques do Corinthians ao longo dos últimos meses, o atacante Róger Guedes concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, 3, no CT Joaquim Grava, e falou sobre vários assuntos relacionados ao Alvinegro e ao que espera da partida diante do Grêmio, na Neo Química Arena, no domingo (5), pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Róger falou que encara o embate ante o Imortal como mais um “objetivo” da temporada e que deixa a euforia da possibilidade de rebaixar o arquirrival para fora de campo. Além disso, o atacante reforçou que o foco é classificar o Timão direto para a fazer de grupos da Conmebol Libertadores de 2022.

“Para a gente é três pontos, é nosso objetivo maior na temporada que é classificar direto na Libertadores. A euforia a gente deixa para fora de campo, só estamos pensando nestes três pontos contra o Grêmio”, iniciou o camisa 123, que ainda revelou uma curiosidade sobre a possível queda do Tricolor. O atacante expôs o amor de sua família pelo clube de Porto Alegre:

Roger Guedes Corinthians
Róger Guedes está prestes a completar um turno de Corinthians. / Ricardo Moreira/GettyImages

"Não vou mentir não, não torcia para o Corinthians, minha família inteira é gremista. Mas tinha carinho pelo Corinthians, tinha essa vontade de jogar aqui, meus empresários sabiam, neste ano tive outras propostas, mas queria vir ajudar o Corinthians, era um sonho que eu tinha."

completou, mostrando carinho pelo Timão.

Antes de sair do assunto Grêmio, Róger Guedes comentou sobre declarações do técnico Vagner Mancini, ex-Corinthians, que colocou a partida contra o Timão como uma “guerra” e alegou que a torcida ‘não entra em campo’. “A Fiel é nosso 12º jogador, acho que ficou bem claro que em casa temos apoio maior, é normal, a torcida é diferencial de todas as outras”, declarou.

“Vi a entrevista do Mancini que vai ser uma guerra, mas a euforia fica fora de campo, tem uma pequena rixa do passado, mas fica com eles, o que nos importa são os três pontos, sabemos que o Grêmio briga contra o rebaixamento, mas só queremos os três pontos para classificar na Libertadores”, encerrou.

Em entrevista, Róger Guedes também admitiu que recebeu e recusou uma proposta oficial do Sharjah, dos Emirados Árabes. O clube do Oriente Médio ofereceu 8 milhões de euros (R$ 51 milhões) pelo atacante.

“Chegou realmente a mim uma proposta oficial do Sharjah, dos Emirados, sentei com meu empresário, Paulo Pitombeira, conversamos bastante, mas meu foco está no Corinthians, domingo completo um turno inteiro jogando, foco aqui, quero títulos no ano que vem, sabemos que teremos uma Libertadores pela frente. Focado só nisso, é tentar conquistar títulos e tentar chegar na Seleção Brasileira”
, salientou.

Por fim, Guedes avaliou o trabalho do técnico Sylvinho, o colocando como “fundamental” para o ano que vem, e também fez um balanço da temporada. “Está sendo uma temporada, cheguei no final, boa individualmente e coletiva. estamos chegando na nossa missão, classificar direto para a Libertadores. Espero que eu consiga fazer 30 gols para mais, vamos trabalhar para isso, mas o principal é ajudar a equipe nos campeonatos”, finalizou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit