Fluminense

Fluminense foca em recuperar lesionados para 'decisão' na Sul-Americana; Ganso deve retornar

Nathália Almeida
Ganso sofreu lesão muscular leve contra o Palmeiras
Ganso sofreu lesão muscular leve contra o Palmeiras / MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

Começando a sentir os efeitos da desgastante maratona de compromissos típica do calendário brasileiro, o Fluminense corre contra o tempo para ter dois experientes jogadores à disposição para a "decisão" de quinta-feira, 19 de maio, quando praticamente defenderá sua sobrevivência na Copa Sul-Americana contra o Unión Santa Fe, na Argentina.

Em situação bastante incômoda no Grupo H - é o terceiro colocado com sete pontos -, o Tricolor Carioca precisa vencer os seus dois compromissos restantes e ainda torcer por um tropeço do Junior Barranquilla, ou seja, não controla seu próprio destino na chave. Para cumprir sua parte da missão, o clube das Laranjeiras sabe que precisará de força máxima, não à toa trata o jogo em solo argentino como "prazo" para recuperação de Paulo Henrique Ganso e Felipe Melo.

Felipe Melo
Felipe Melo está fora de ação desde o Carioca / Buda Mendes/GettyImages

De acordo com a apuração do globoesporte.com, Ganso é quem tem mais condições de reaparecer entre os titulares de Fernando Diniz contra o Unión. O camisa 10 sofreu uma lesão muscular de grau leve na partida contra o Palmeiras, mas já se recuperou do problema e retornou nesta semana às atividades, sem restrições. Felipe Melo, por sua vez, está fora de combate desde as finais do Carioca e vive panorama um pouco mais complicado: passou por uma artroscopia no joelho e tem realizado exercícios específicos desde meados de abril. Há, no entanto, uma boa expectativa para que o volante ao menos apareça entre os relacionados pela primeira vez com o novo treinador.

Ainda sem os dois experientes meio-campistas, o Fluminense entra em campo neste sábado (14), às 21h de Brasília, contra o Athletico-PR. Válida pela sexta rodada da Série A do Brasileirão, a partida será disputada no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

facebooktwitterreddit