Fluminense

Fluminense fica sem aval do Criciúma para garantir fatia maior de Nino e encerra negociação de venda do zagueiro

Fabio Utz
Atleta é aguardado segunda-feira na reapresentação do elenco
Atleta é aguardado segunda-feira na reapresentação do elenco / MAURO PIMENTEL/GettyImages
facebooktwitterreddit

Sem negócio. O zagueiro Nino, do Fluminense, não vai mais ser vendido ao Tigres, do México. Após o clube carioca receber uma proposta considerada insatisfatório pelo atleta de 24 anos e campeão olímpico com a seleção brasileira, a negociação foi dada como encerrada.

A equipe mexicana ofereceu um total de US$ 5 milhões pelo jogador, o que dá cerca de R$ 28,3 milhões na cotação atual. O problema é que o Tricolor detém apenas 60% dos direitos econômicos. Ou seja, ficaria com US$ 3 milhões (R$ 16,9 milhões). Para tentar viabilizar a transação, a direção chegou a conversar com o Criciúma, dono dos outros 40%, para ficar com uma parcela maior.

A ideia dos cariocas era fazer entrar nos cofres ao menos US$ 4,5 milhões (R$ 25,5 milhões), com os catarinenses recebendo os outros US$ 500 mil (R$ 2,8 milhões). Sem acordo, Nino, titular absoluto da equipe, é esperado para a reapresentação do elenco, na segunda-feira.

Com informações do GE.

Para mais notícias do Fluminense, clique aqui.

facebooktwitterreddit