Copa Libertadores

Flu divide opiniões, sofre virada e nem mesmo empate no final tira a razão de torcedores mais pessimistas

Fabio Utz
Fred marcou no final e impediu derrota tricolor no Maracanã
Fred marcou no final e impediu derrota tricolor no Maracanã / Pool/Getty Images
facebooktwitterreddit

Em uma certa etapa de quartas de final de Libertadores, lá em 2008, o torcedor do Fluminense já viveu situação parecida. Bola parada, levantamento na área, gol. Há 13 anos, está certo, o tento de Washington frente ao São Paulo, após escanteio, garantiu a vaga para a semifinal (vitória por 3 a 1, no apagar das luzes). Nesta quinta-feira, a bola na rede de Gabriel Teixeira, depois de uma cobrança de falta, não foi suficiente. O empate por 2 a 2 deixa o Tricolor na obrigada de vencer o Barcelona-EQU, na semana que vem, - ou empatar marcando, no mínimo, três vezes - para avançar no torneio continental.

Mais do que o duelo até certo ponto morno, o que mais chamou a atenção foi a reação do torcedor tricolor enquanto transcorria a partida no Maracanã. Era só acompanhar as redes sociais para se ver que não havia uma convicção a respeito do que acontecia dentro das quatro linhas. Ao mesmo tempo em que tinha gente irritada com a postura cautelosa da equipe, que não se arriscava ao máximo, mas também pouco sofria, outros exaltavam o fato de que a retomada da competição internacional fazia voltar um certo espírito competitivo aos comandados de Roger Machado.

O que dá para dizer sobre isso? Que ambas as posições eram corretas. O Fluminense não encantava, não ia para cima e amassava os equatorianos, embora no segundo tempo tivesse apertado o rival em alguns momentos e criado chances claras. Todavia, bem postado no setor de marcação, tinha uma atuação segura. Parecia saber o que fazia em campo. Isso até Preciado deixar tudo igual, pelo alto, e Cortez, de pênalti, virar o placar no apagar das luzes - quando o Barcelona, inclusive, tinha um jogador a menos e Nino cometeu falta infantil dentro da grande área.

A partir daí, obviamente, o resultado fez prevalecer a opinião de quem não estava acreditando muito no que o time produzia. Nem mesmo o empate, que veio pelos pés de Fred cobrando pênalti, tirou a razão de quem via o time se complicar quando não precisava. A partida em Guayaquil, que definirá o classificado, será na próxima quinta-feira. Novo 2 a 2 leva a decisão para os tiros livres.

Para mais notícias do Fluminense, clique aqui.

facebooktwitterreddit