Copa Libertadores

Paulo Sousa justifica ausência de Diego Alves e avalia situação de Hugo Souza no Flamengo

Antonio Mota
Instabilidade do titular Hugo Souza gerou questionamentos sobre a utilização dos demais goleiros do Fla
Instabilidade do titular Hugo Souza gerou questionamentos sobre a utilização dos demais goleiros do Fla / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Flamengo foi bem e venceu a Universidad Católica por 3 a 0, no Maracanã, na noite da última terça-feira (17), e confirmou presença no mata-mata da Conmebol Libertadores. Ainda assim, o Rubro-Negro não encerrou o dia sem se envolver em polêmicas. Após o apito final, Paulo Sousa falou sobre o jogo e, entre outros assuntos, comentou acerca da constante ausência do goleiro Diego Alves.

O treinador revelou que o arqueiro, que não treinou nos últimos dias por estar se recuperando de uma pubalgia, informou na véspera do jogo da Libertadores que poderia ser utilizado contra a UC. Paulo Sousa não o relacionou e explicou o motivo. Aqui os processos não são assim, os jogadores para jogar têm que treinar. E ele não treinou nenhum dia desde o jogo contra o Botafogo (no último dia 8), por isso não podia estar relacionado. No dia seguinte ele reportou ao departamento médico dores no púbis um pouco dispersas. O departamento fez uma ressonância, temos que confiar no jogador. Nem tudo vai ter algo gráfico”, frisou.

Diego Alves Flamengo Paulo Sousa Futebol
Goleiro ficou 10 dias sem treinar por conta de pubalgia / Buda Mendes/GettyImages

Além da justificativa, Paulo Sousa ainda comentou sobre a sequência dos fatos desde que Diego Alves sentiu dores no aquecimento da partida contra o Botafogo, no Mané Garrincha, válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O goleiro, então, não treinou mais desde a acusação do problema.

"Todos os dias um colaborador meu fala com todos os jogadores para ter sensações e perceber que nível de dor ou contrações musculares ou se dormiu bem ou mal. Para podermos ir ajustando o tipo de trabalho e as ações... Ontem [segunda] de manhã, ele continuava a ter dores. À tarde, o nosso fisioterapeuta disse que o Diego estava ‘melhorzinho’, que se sentia capaz para poder treinar...", emendou.

Paulo Sousa Flamengo
Paulo Sousa e Diego Alves não se alinharam no Flamengo / Wagner Meier/GettyImages

"Se vocês verificarem o que são dores no púbis e o tempo que leva para recuperação, não pode ser de um dia para o outro ou por uma reunião que teve com o Bruno Spindel na hora do almoço e que rapidamente se recuperou e podia estar disponível para jogar."

Paulo Sousa.

Em baixa no Flamengo, Diego Alves não caiu nas graças de Paulo Sousa. Nesta temporada, o goleiro entrou em campo apenas duas vezes, ambas pelo Campeonato Carioca – contra Madureira e Resende. Sua última atuação foi no dia 27 de fevereiro e, hoje, ele é a terceira opção do setor – atrás de Hugo e Santos.

Vaiado, Hugo saiu chorando

O titular Hugo Souza tem a confiança do comandante, mas ouviu vaias durante o jogo no Maracanã. Abraçado por companheiros, ele se emocionou após o apito final e desabafou nas redes sociais. "
Tudo é aprendizado e construção, vitória importante pra seguir buscando nossos objetivos",
escreveu.

"Vamos tentar ser um bocadinho honestos, ver o percurso do Hugo. Procurem ser analistas e vejam o crescimento técnico do goleiro com uma torcida e uma pressão que o Flamengo exerce, que é grande. A capacidade de controle emotivo dos jogos que ele tem tido tem sido extraordinária para um menino de 23 anos. Deu para perceber perfeitamente que o impacto foi grande e o grupo quis dizer que está com ele. No dia a dia é exatamente isso que passa."

Paulo Sousa, técnico do Flamengo
Hugo Souza
Cria da base, Hugo Souza atua no profissional do Fla desde 2020 / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit