Flamengo

Flamengo, Rodrigo Muniz e Genk: veja como estão as negociações relacionadas ao futuro do Garoto do Ninho

Antonio Mota
Rodrigo Muniz não aceitou proposta salarial do Genk, da Bélgica. Por ora, Cria do Ninho segue no Flamengo.
Rodrigo Muniz não aceitou proposta salarial do Genk, da Bélgica. Por ora, Cria do Ninho segue no Flamengo. / Jorge Rodrigues/Agif/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Vai para a Europa? O Flamengo e o Genk já chegaram a um denominador comum em relação à negociação do atacante Rodrigo Muniz. Contudo, mesmo assim, o negócio esfriou. Isto porque, o Garoto do Ninho não aceitou os termos apresentados, mais precisamente o salário proposto, pelo clube da Bélgica.

Segundo informações do site belga “Voetbalprimeur”, o Genk quer contar com três atacantes na próxima temporada (2021/22), mas essa tarefa não tem se mostrado fácil, uma vez que Paul Onuachu pode deixar o clube em breve. Além de Cyriel Dessers, Rodrigo Muniz seria uma das três peças. O negócio, porém, travou.  

Destaque do Flamengo no Campeonato Carioca, Muniz e os seus representantes não gostaram da proposta oferecida pelo Genk. O clube da Bélgica teria apresentado uma oferta salarial de cerca de 120 mil euros (R$ 754 mi, na conversão atual) por ano para o centroavante. O valor foi considerado baixo.

Com o imbróglio, o Genk estaria procurando novas opções no mercado de transferências. O experiente Mbwana Samatta, do Fenerbahçe, da Turquia, seria um dos possíveis noves a chegar no clube.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit