Flamengo

Flamengo de Paulo Sousa soma apenas 33% de aproveitamento contra rivais da Série A; veja números

Wéverton Rodrigues
Contestado, o técnico rubro-negro Paulo Sousa tem apenas 33,3% de aproveitamento contra clubes da Série A
Contestado, o técnico rubro-negro Paulo Sousa tem apenas 33,3% de aproveitamento contra clubes da Série A / Alexandre Loureiro/GettyImages
facebooktwitterreddit

Aos gritos de 'Mister, Mister', a torcida do Flamengo protestou contra o técnico Paulo Sousa no último domingo (8), no clássico carioca diante do Botafogo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Ouvindo vaias e xingamentos da arquibancada, o comandante português viu seu time até criar algumas oportunidades claras de gol, mas acabar parando em manhã inspirada de Gatito Fernández sob as traves, saindo, portanto, derrotado de campo por 1 a 0 para o alvinegro com um gol solitário do atacante Erison.

Hoje, dia 10 de maio, o técnico Paulo Sousa completa justamente quatro meses desde que chegou ao time do Flamengo e foi apresentado à torcida rubro-negra. Em 24 jogos no total à frente do time carioca, ele posssui um expressivo aproveitamento de 66,6%. O cenário muda, porém, quando o parâmetro passa para confrontos contra clubes da Série A do Brasileirão, quando o aproveitamento é de metade, ou seja, de apenas 33,3%.

Paulo Sousa: trabalho sob pressão

A começar pela queda quase pela metade no registro do número de sócio-torcedores desde 2019, o Flamengo não tem tido vida fácil. O número que era 145 mil há cerca de 3 anos passou para 69.175, segundo a última apuração feita pelo ge.com. Mas não é somente esta estatística que ultimamente tem incomodado o torcedor da Gávea, afinal, este ano o time já teve duas oportunidade de levar troféu para casa, mas acabou desperdiçando ambas: contra Atlético-MG (Supercopa) e contra Fluminense (Carioca).

E parece mesmo que o descontentamento da torcida se dá, sobretudo, em cima do trabalho do seu comandante técnico, que acaba de chegar ao quarto mês de trabalho desde que foi contratado para substituir Renato Gaúcho, outro nome que, mesmo com mais de 74% de aproveitamento em 37 jogos, acabou sendo reprovado pela torcida ao longo de sua passagem pelo clube carioca. Antes dele, a torcida já não havia ficado satisfeito com o trabalho de Rogério Ceni, que, apesar de ter conquistado o Campeonato Brasileiro de 2020 e a Supercopa do Brasil 2021, recebeu duras críticas com seus quase 60% de aproveitamento em 45 jogos à frente do time .

A derrota no clássico para o Botafogo representou o 10º jogo contra times da Série A do Brasileirão do português e, consequentemente, a 4ª derrota para um clube da elite do nosso futebol. Além disso, o Rubro-Negro soma apenas duas vitórias e quatro empates, tendo marcado 10 gols e sofrido 11. Nesse sentido, são apenas 33,3% de aproveitamento contra times tradicionais e apenas a 14ª colocação no Brasileiro de 2022 com cinco pontos em cinco jogos disputados até aqui. Confira o retrospecto.

- Flamengo 0x1 Fluminense
- Atlético-MG 2x2 Flamengo (final da Supercopa)
- Botafogo 1x3 Flamengo
- Flamengo 0x2 Fluminense
- Fluminense 1x1 Flamengo (final do Carioca)
- Atlético-GO 1x1 Flamengo
- Flamengo 3x1 São Paulo
- Flamengo 0x0 Palmeiras
- Athletico-PR 1x0 Flamengo
- Flamengo 0x1 Botafogo

Paulo Sousa
Paulo Sousa vai bem na Libertadores, mas não contra rivais da Série A / Marcelo Hernandez/GettyImages

Como se não bastasse a pressão vindo da aquibancada, o técnico português de 51 anos ainda precisa lidar com as polêmicas envolvendo o nome do ex-técnico rubro-negro Jorge Jesus, que esteve no Brasil recentemente e tem sido desejo da torcida para um possível retorno para o clube.

Apesar do retrospecto negativo contra times da elite do futebol brasileiro, no geral, o técnico tem 24 jogos sob o comando técnico do Flamengo nestes 4 meses a frente do time, com 14 vitórias, 6 empates e 4 derrotas para o português, o que representa um aproveitamento de 66,6%. Além disso, seu time marcou mais do que o dobro dos gols sofridos, a saber, 46 e 22, respectivamente.

facebooktwitterreddit