Opinião

Fim do quarteto mágico: Cebolinha entra na vaga de quem no ataque do Flamengo?

Antonio Mota
É o fim do quarteto mágico? Quem vai perder vaga para Everton Cebolinha no Flamengo? Arrascaeta e Gabigol têm vaga certa.
É o fim do quarteto mágico? Quem vai perder vaga para Everton Cebolinha no Flamengo? Arrascaeta e Gabigol têm vaga certa. / MB Media/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Flamengo está prestes a entregar o primeiro reforço ao técnico Dorival Júnior, que ainda avalia o elenco em sua primeira semana de trabalho. Nos últimos dias, o Rubro-Negro intensificou conversas com o Benfica e encaminhou a contratação de Everton Cebolinha. Já com o negócio bem alinhado, o atacante deve voltar ao Brasil após duas temporadas aquém das expectativas na Europa, mas custando alto e cotado para ser titular no Rio de Janeiro.

Para contar com Cebolinha, o Fla vai investir ao menos 13,5 milhões de euros (mais de R$ 71 milhões, pela cotação atual), valor fixo combinado com os Encarnados para ser pago em quatro anos. Ao todo, o clube poderá desembolsar até 16 milhões de euros (R$ 84 milhões) no negócio, em um contrato que será válido por cinco temporadas, até 2027. As informações são do jornalista Venê Casagrande.

Everton Sousa 'Cebolinha' Flamengo Futebol Benfica
Flamengo tem negociações bem encaminhadas e deve acertar em breve a chegada de Everton Cebolinha. / Quality Sport Images/GettyImages

Antigo destaque do Grêmio, Everton Cebolinha não conseguiu repetir no Velho Continente o mesmo sucesso que teve na América do Sul, mas, ainda assim, tem potencial para reivindicar uma vaga no time titular do Flamengo, principalmente no atual momento da equipe, que luta contra o Z-4 do Campeonato Brasileiro. Hoje, existem poucos “intocáveis” no Fla, casos de Arrascaeta e Gabigol, no setor ofensivo.

Éverton Ribeiro e Bruno Henrique não estão atuando no “mesmo patamar” de outros tempos e podem ir para o banco de reservas do Flamengo. Em uma substituição natural e sem maiores mudanças estruturais, Cebolinha entraria na vaga do camisa 27, atuando ao lado de Gabigol. Há, porém, brecha para a saída de Éverton, que não apresenta o seu melhor futebol há muito tempo.   

A decisão será de Dorival Júnior, mas olhando para os últimos tempos é Bruno Henrique quem deve sair. O velocista caiu muito de produção e hoje tem acertado pouco dentro das quatro linhas. Éverton Ribeiro também não está bem, mas é mais técnico, tem mais recursos e pode fazer a diferença em um piscar de olhos. E além disso, o time não precisaria enfrentar mais uma 'mudança estrutural' com a temporada em curso.

Seja como for, o Flamengo ganha uma nova excelente peça para o ataque. E os “consagrados” da equipe terão que se movimentar com essa nova sombra.

facebooktwitterreddit