Brasileirao Série A

Felipão deixa o Grêmio após derrota na Vila e enxurrada de críticas da torcida

Nathália Almeida
Grêmio não consegue evoluir no Brasileiro
Grêmio não consegue evoluir no Brasileiro / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Fora dos trilhos deste o início da temporada, o Grêmio dá sinais de ter alcançado o fundo do poço, e para desespero de seu apaixonado torcedor, não parece ter forças para sair dele nem mesmo com a vinda de um ídolo como Felipão. Na tarde deste domingo (10), o Tricolor Gaúcho visitou a Vila Belmiro para encarar uma das muitas "finais" que terá daqui ao encerramento do Brasileirão, e assim como nas rodadas anteriores, apresentou pouco futebol para quem precisa desesperadamente de pontos.

A derrota por 1 a 0 para o Santos - sacramentada nos acréscimos da partida, através de um gol chorado de Wagner Leonardo -, afundou o Grêmio ainda mais na vice-lanterna do Brasileirão com apenas 23 pontos somados, cinco de distância para o próprio Peixe, primeiro clube fora da zona de rebaixamento neste momento. Exaltado pela Imortal torcida no momento de sua chegada, Felipão parece ter perdido totalmente o apoio das arquibancadas e, com isso, sua saída foi sacramentada "em comum acordo".

Confusão, destempero e choro

O encerramento da partida na Vila Belmiro deu início a uma série de imagens que escancaram como o emocional do elenco gremista está totalmente abalado: o jovem goleiro Brenno, cria do clube, foi às lágrimas com o resultado negativo; já o experiente Rafinha, contratado para ser um dos líderes morais e técnicos do time na temporada, deu exemplo negativo ao partir pra cima de um gândula que trabalhava na Vila Belmiro e ser expulso. Figura controversa e criticada por muitos, o lateral não escapou das provocações nas redes.


facebooktwitterreddit