Federação Paulista chega a acordo com clubes para 'retomada gradual'; veja comunicado

Pedrinho, Felipe Melo
Corinthians v Palmeiras - Brasileirao Series A 2019 | Miguel Schincariol/Getty Images

No fim da tarde desta quarta-feira (10), a Federação Paulista de Futebol utilizou suas plataformas oficiais para comunicar os resultados da deliberação entre clubes e entidade, realizada neste mesmo dia através de videoconferência. Em pauta, a retomada gradual das atividades esportivas básicas, como os treinamentos, primeiro passo para vislumbrar o retorno do calendário no Estado.

Como destaca o UOL Esportes, a entidade afirmou que há um trabalho conjunto para que os treinos sejam retomados gradualmente a partir do próximo dia 15 de junho. Todo o processo conta com a participação direta das prefeituras locais - que estão em diálogo constante com os clubes -, tendo em vista que só haverá retomada com aval governamental.

Diego Pituca, Everton
Sao Paulo v Santos - Brasileirao Series A 2019 | Miguel Schincariol/Getty Images

Na reunião, ainda ficou definido que o Red Bull Bragantino suspenderá imediatamente os seus treinamentos, retomando atividades somente no dia 15 de junho. Recém-promovido à Série A, o clube de Bragança Paulista gerou grande mal-estar nos bastidores do futebol paulista ao reiniciar os trabalhos de forma independente, antes das demais equipes paulistas.

Confira um trecho do comunicado oficial da FPF:
"A FPF e os clubes, unidos, aguardam aval das autoridades de saúde para retomar, de forma gradual, as atividades físicas dos atletas no dia 15 de junho, como previsto no Protocolo de Retomada Gradual dos Treinos;

O Red Bull Bragantino, único clube que havia obtido autorização para atividades, paralisará os trabalhos e retornará em conjunto com as demais equipes;

Nesta quinta-feira, haverá uma reunião do Sindibol (Sindicato das Associações de Futebol de São Paulo) com o Sindicato dos Atletas Profissionais de São Paulo, o Sindicato dos Treinadores Profissionais de Futebol do Estado de São Paulo, o Sindicato dos Árbitros de Futebol de São Paulo, o Ministério Público do Trabalho, Ministério Público do Estado de São Paulo, o Governo do Estado de São Paulo, a FPF e os 16 clubes. O intuito é criar uma mediação pré-judicial para que a retomada gradual aos trabalhos seja segura tanto nos aspectos de saúde como jurídicos"

Bruno Tubarao, Marinho
Santos v Red Bull Bragantino - Paulista State League | Buda Mendes/Getty Images

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.