Futebol Feminino

Favorito ao título da Supercopa do Brasil, Corinthians inicia soberano em mais uma temporada

Lucas Humberto
Semifinalista da Supercopa do Brasil, Corinthians ainda está longe de ter sua hegemonia ameaçada na América do Sul
Semifinalista da Supercopa do Brasil, Corinthians ainda está longe de ter sua hegemonia ameaçada na América do Sul / ANDRE PERA/Pera Photo Press
facebooktwitterreddit

A presença do dérbi paulista ainda nas quartas de final da Supercopa do Brasil Feminina quebrou parte das expectativas dos adeptos mais assíduos da modalidade. Corinthians x Palmeiras, logo em duelo eliminatório de estreia, não está entre as melhores configurações para um torneio de curta duração. Felizmente ao Timão, o alvinegro pode estar muito próximo de adicionar outro troféu à sua vasta galeria.

Na semifinal, disputada nesta quarta-feira (08), o Real Brasília chega sem grandes condições de ameaçar o equilibrado e consistente plantel de Arthur Elias que, mesmo após perder peças importantíssimas, segue exemplar. Flamengo e Grêmio protagonizam a outra semi. Rubro-Negro e Imortal, de fato, efetuaram grandes contratações e tem potencial de sobra para tentar encerrar a hegemonia corintiana. No futuro. Hoje ainda não.

Embora Duda e Maria Alves, do Mais Querido; além de Luany e Dani Ortolan, do Grêmio, sejam peças de altíssimo nível, estamos falando da equipe de Arthur Elias jogando a eventual decisão na Neo Química Arena. Se a presença de 13 mil pessoas nas quartas chamou atenção, imagina num domingo (13) de grande final. Eventualmente alguns clubes irão ameaçar a soberania alvinegra na América do Sul. Algum dia. Não hoje.

Diany Corinthians Palmeiras Supercopa Feminina Flamengo Grêmio Final
Timão é dominante no cenário sul-americano / Ernesto Ryan/GettyImages
facebooktwitterreddit