Exagerou o Diniz?

Thomas Savoia
Jan 7, 2021, 8:04 AM GMT-3
2020 Brasileirao Series A: Red Bull Bragantino v Sao Paulo Play Behind Closed Doors Amidst the
2020 Brasileirao Series A: Red Bull Bragantino v Sao Paulo Play Behind Closed Doors Amidst the | Miguel Schincariol/Getty Images
facebooktwitterreddit

O jogo de ontem contra o Red Bull Bragantino foi marcada por vários erros individuais e coletivos do time do São Paulo que acabou resultando em um placar de 4x2 para o time de Bragança.

Insatisfeito com a atuação do seu time, o técnico Fernando Diniz não aliviou na bronca com seus jogadores, especialmente com o volante Tchê Tchê. O Tricolor já perdia por 3 a 1 quando o microfone ambiente no estádio em Bragança Paulista captou o esporro do técnico direcionado ao jogador. Em meio a xingamentos diversos, Diniz chamou o polivalente jogador de 'ingrato' e 'mascaradinho', discussão que imediatamente repercutiu nas redes sociais. Confira o exato momento do episódio:

O técnico tem toda razão de cobrar seus jogadores, ainda mais quando seu time está perdendo de 4x1 ainda no primeiro tempo. Time que quer ser campeão não pode cometer os erros pífios que tiveram na noite de ontem. Entretanto, nunca pode se faltar com respeito ao outro independente do motivo. Esse tipo de comportamento do técnico pode afetar o ambiente do vestiário e acabar com o sonho do clube de conquistar o Campeonato Brasileiro depois de 12 anos.

Tchê Tchê já trabalhou com Diniz alguns anos atrás no Audax, e é com certeza jogador de confiança do técnico são-paulino. Mesmo tendo essa intimidade com o jogador, os xingamentos dessa vez passaram do ponto.

2020 Brasileirao Series A: Red Bull Bragantino v Sao Paulo Play Behind Closed Doors Amidst the
2020 Brasileirao Series A: Red Bull Bragantino v Sao Paulo Play Behind Closed Doors Amidst the | Miguel Schincariol/Getty Images

O profissionalismo de ambos deve ter pesado depois do jogo e com certeza houve uma conversa de ambos ainda no vestiário do estádio. E se não teve, eles vão esperar esfriar a cabeça para depois debater o ocorrido, e isso não só com Tchê Tchê, mas com o elenco inteiro. Para ser campeão, o ambiente no vestiário é essencial para que o trabalho flua com muita tranquilidade, confiança e eficiência.

facebooktwitterreddit