Vasco da Gama

Ex-treinador do Vasco, Ricardo Sá Pinto aciona o clube na Justiça por salários atrasados

Wéverton Rodrigues
Técnico português esteve à frente do clube em 15 jogos
Técnico português esteve à frente do clube em 15 jogos / Bruna Prado/GettyImages
facebooktwitterreddit

Em uma das tentativas de encontrar o comandante ideal para a equipe nos últimos anos, o Vasco contratou o técnico Ricardo Sá Pinto em outubro de 2020. Dois anos depois, o técnico português acionou a Justiça para cobrar do Cruzmaltino o valor referente a três meses de salários, que não foram pagos. Segundo informação do próprio clube carioca, a dívida é de R$ 1,4 milhão e a situação já está "em vias de solução".

Com ação correndo na Câmara de Resolução de Disputas da Fifa, o caso está sendo acompanhado de perto pelo departamento jurídico do clube. De acordo com o ge, a situação até poderia ter sido resolvida de forma amistosa, mas que o técnico português e seu estafe não obtiveram sucesso, o que acabou levando à decisão de recorrer à entidade.

A situação tende a ser prejudicial para o Vasco, sobretudo em caso de o clube vir a ser condenado pela Justiça Desportiva. A pena pode levar o Cruzmaltino a ser proibido de inscrever novos jogadores por até três janelas de transferências. Na tentativa de tranquilizar o torcedor, porém, o  clube informou que a possibilidade de "transfer ban" já foi descartada e que ainda não se chegou à decisão do mérito.

Como treinador vascaíno, Sá Pinto comandou a equipe em 15 jogos, obtendo três vitórias, seis empates e seis derrotas. Os jogos foram correspondentes a Campeonato Brasileiro e Sul-Americana.

facebooktwitterreddit