Futebol Internacional

Ex-Flamengo, Jorge Jesus fala sobre vaias de torcedores do Fenerbahçe e crava: 'Se não me querem...'

Antonio Mota
Jorge Jesus fala sobre vaias e diz que pode deixar o Fenerbahçe se os torcedores quiserem. “Não quero que ataquem a minha equipe”.
Jorge Jesus fala sobre vaias e diz que pode deixar o Fenerbahçe se os torcedores quiserem. “Não quero que ataquem a minha equipe”. / BSR Agency/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Fenerbahçe empatou com o Rennes em 3 a 3, no Estádio Şükrü Saraçoğlu, em Istambul, na Turquia, na tarde da última quinta-feira (27), pela quinta rodada da fase de grupos da Europa League. Com o resultado, o clube de Jorge Jesus e o representante da França garantiram vaga no mata-mata da segunda liga mais importante do Velho Continente.

Apesar da classificação e da remontada épica, notando que o Fener chegou a estar perdendo por três gols de diferença, o time do Mister recebeu críticas e, inclusive, torcedores vaiaram o goleiro Altay Bayindir. O ex-treinador do Flamengo saiu em defesa do arqueiro:

"Os torcedores do Fenerbahçe hoje, e como sempre, têm ajudado o time a ser cada vez mais forte e confiante. Mas não façam ataques contra a minha equipe. Hoje vaiaram o Altay. Eu, como treinador, se estão vaiando o Altay, estão me vaiando."

afirmou Jorge Jesus.

Ainda sobre o tema, Jorge Jesus mostrou contundência e cravou que pode deixar o Fenerbahçe, caso essa seja a vontade dos torcedores. Se não me querem, eu vou embora! Não foi o Altay, fui eu quem eles vaiaram! E comigo não tem meio termo. Amem o Fenerbahçe, ok, mas não vaiem, porque não quero que ataquem a minha equipe”, completou.

O Fenerbahçe e o Rennes estão empatados com 11 pontos na tabela do B da Liga Europa. Ambos os times já estão garantidos no mata-mata, mas ainda disputam qual vai disputar a segunda fase e qual vai direto para as oitavas de final.

facebooktwitterreddit