Futebol Internacional

Espanha supera baixas, derruba marca histórica da Itália e vai à final da Nations League

Nathália Almeida
Espanha fez um grande jogo no San Siro
Espanha fez um grande jogo no San Siro / Pool/GettyImages
facebooktwitterreddit

Amplamente desfalcada, recheada de garotos no time titular, jogando fora de casa e enfrentando uma rival que não sabia o que era derrota desde setembro de 2018: o panorama era totalmente desfavorável para a Espanha no San Siro, mas os comandados de Luis Enrique provaram que com coração e organização tudo é possível, contrariando os prognósticos negativos e vencendo a Itália por 2 a 1 pela semifinal da Nations League.

Com um primeiro tempo de almanaque, a Fúria soube aproveitar muito bem os espaços deixados pelo lado direito da defesa azzurri, setor bastante explorado por Oyarzabal e Ferrán Torres. Essa dupla, por sinal, foi responsável pelos dois gols da Espanha na semifinal: o atacante da Real Sociedad deu as duas assistências, enquanto que o jovem do Manchester City, artilheiro da Roja em 2021, fez os dois gols espanhóis.

Koke
Espanha calou a torcida italiana presente no estádio em Milão / Laurence Griffiths/GettyImages

Capitão italiano, Leonardo Bonucci tornou a missão de seus companheiros ainda mais difícil ao ser expulso de forma infantil na reta final do primeiro tempo. Com um a menos em campo, a Azzurra até lutou muito no segundo tempo e conseguiu descontar o marcador através de Pellegrini - após bela jogada de Federico Chiesa -, mas não foi suficiente para evitar a perda dos seus 37 jogos de invencibilidade, a maior sequência sem derrota da história do futebol de seleções.

Vingando sua derrota na semifinal da Eurocopa - conquistada pela Itália -, a Espanha agora aguarda para conhecer quem será seu adversário na grande final da Nations League. Ele sairá da segunda semifinal, programada para esta quinta-feira (7), entre Bélgica e França.

facebooktwitterreddit