Opinião

Escolha do Juventude por Jair Ventura é bastante contestada - e com razão

Fabio Utz
Treinador tem passagens recentes por Sport e Chapecoense
Treinador tem passagens recentes por Sport e Chapecoense / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

Tudo o que vou falar aqui, que fique bem claro, não tem nada a ver com a pessoa, a índole ou o caráter do cidadão Jair Ventura. A análise se dá em cima do técnico de futebol Jair Ventura e sua nova missão: livrar o Juventude do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Não entendi, sinceramente, a escolha da equipe gaúcha. Muito embora as passagens por clubes do porte de Botafogo, Corinthians e Santos, Ventura é um treinador, por enquanto, absolutamente comum, sem referências que deem a ele o respaldo necessário para encarar, com a certeza de sucesso, este desafio.

Jair Ventura Técnico Juventude Campeonato Brasileiro Zona de Rebaixamento
Início promissor de Jair Ventura, até agora, não se confirmou / Alexandre Loureiro/GettyImages

Não, o fato de ele ter mantido o Sport na primeira divisão na temporada de 2020 não diz muito para mim. No momento em que ele é demitido do Leão, passa sem qualquer tipo de efetividade pela Chapecoense e chega ao Alfredo Jaconi, preciso necessariamente lembrar que este troca-troca é o caminho natural de quem não consegue se afirmar em lugar algum.

Daquele treinador que surgiu deixando boas impressões ficou muito pouca coisa. A nova mentalidade, sim, ficou no passado. Os estudos parecem não surtir efeito, e a credibilidade começa a se esvair. Entre Marquinhos Santos e Jair Ventura, era muito mais fácil manter aquele que já conseguiu coisas melhores em um passado recente. O contrário é, simplesmente, apostar de olhos fechados, sem nexo algum.

Para mais notícias do Juventude, clique aqui.

facebooktwitterreddit