Enfim, a estreia! Pedro celebra nova oportunidade na seleção após corte por lesão em 2018

Fabio Utz
FERNANDO BIZERRA/Getty Images
facebooktwitterreddit

Foram 14 minutos em campo. Ele não marcou gol, é verdade. Na participação mais efetiva, ajeitou uma bola para Roberto Firmino chutar rente à trave. No entanto, a sensação era de alegria. Na noite desta sexta-feira, Pedro fez sua estreia pela seleção brasileira. E, no gramado do Morumbi, uma longa história veio à sua cabeça.

Era para o centroavante já estar há um bom tempo vestindo a camisa amarela. Em 2018, após a Copa do Mundo, foi convocado pelo técnico Tite, mas sofreu grave lesão de joelho e precisou ser cortado. Seu substituto na ocasião, Richarlison, segue até hoje no plantel. Porém, o rendimento do goleador lhe rendeu uma nova oportunidade. "A sensação é única de ter realizado este sonho de atuar na seleção profissional. É também uma sensação de superação por tudo que passei. Tive força para superar um momento difícil", revelou o atleta, ao GE.Globo.

Quando foi chamado pela primeira vez, há mais de dois anos, Pedro ainda vestia a camisa do Fluminense. Agora, é um dos principais nomes do Flamengo. "Sempre trabalhei para ter essa oportunidade. Hoje foi um jogo muito bom para mim. Tira o peso da estreia, a ansiedade. Eu trabalho para isso, para ter espaços", completou. O Brasil ganhou por 1 a 0 da Venezuela, pela terceira rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo. O próximo compromisso é diante do Uruguai, na terça-feira, em Montevidéu. Esta será a última partida da seleção em 2020.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit