Futebol brasileiro

Enderson Moreira balança, e Botafogo define treinador português como alvo para a sequência da temporada

Antonio Mota
Enderson estaria com os dias contados no Rio de Janeito
Enderson estaria com os dias contados no Rio de Janeito / Andre Fabiano/Código19/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Em meio à iminente saída de Enderson Moreira, o Botafogo trabalha nos bastidores em busca de um novo treinador para a sequência da temporada. Conforme o “ge”, o Glorioso está decidido a mudar de técnico e até já definiu um alvo: o português Luís Castro. O veterano é bem avaliado dentro do Nilton Santos e hoje aparece como favorito para o cargo.  

De acordo com informações da fonte citada, o Alvinegro Carioca tem conversas avançadas com Castro e pretende anunciar o novo treinador na próxima semana. A ideia é encontrar um novo comandante o quanto antes, já que o time também se movimenta e pretende anunciar novos reforços nos próximos dias.

Vale notar que, além de costurar o acerto com Luís Castro, o Botafogo ainda precisa amarrar a demissão de Enderson Moreira. Ambas as situações serão de responsabilidade do novo diretor de futebol do clube, André Mazzuco, que foi anunciado na última quinta-feira, 10. Veja abaixo nota sobre reformulação no Departamento de Futebol do Glorioso.

Aos 60 anos, Luís Castro acumula passagens por Shakhtar Donetsk, Porto – onde trabalhou por muitos anos nas categorias de base – e outros clubes. Atualmente, o treinador trabalha no Al Duhail, do Catar, e conta com uma multa rescisória milionária: de cerca de 1 milhão de euros (R$ 5,9 milhões). Recentemente, ele apareceu na mira do Atlético-MG e foi oferecido ao Corinthians.

Apesar do favoritismo, existem questões que podem travar o acerto de Castro com o Botafogo, sendo uma delas a salarial. O treinador e sua comissão técnica almejam um salário alto, entre 3 e 3,5 milhões de euros (R$ 17,8 e R$ 20,7 milhões na cotação atual) por ano.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit