Brasileirao Série A

Em jogo de sete gols, Fluminense goleia Coritiba na estreia de Guto Ferreira e vira vice-líder do Brasileirão

Bia Palumbo
Willian Bigode saiu do banco para virar o artilheiro da noite no Maracanã
Willian Bigode saiu do banco para virar o artilheiro da noite no Maracanã / Wagner Meier/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um dos melhores mandantes do Brasileirão é o Fluminense, que embalado pela torcida que foi ao Maracanã neste sábado (20) derrubou o Coritiba por 5 a 2. E a festa nas arquibancadas contagiou o time, que chegou a abrir 2 a 0 e tomou um susto quando Alef Manga diminuiu, mas o Tricolor das Laranjeiras reagiu rápido e depois sacramentou a vitória com participação de jogadores que saíram do banco de reservas.

A vitória do Fluminense teve a assinatura do técnico Fernando Diniz, imprimindo um estilo de jogo de encurralar o adversário desde o início, tanto que tirou o zero do marcador logo aos 8 minutos, após uma troca de passes rápida pela esquerda entre Nonato, Matheus Martins e Caio Paulista. Atacante de ofício, ele tem atuado como lateral e viveu uma noite de altos e baixos.

"Foi um gol muito importante até para ganhar um pouco mais de confiança. Eu tenho apoio de meus companheiros e do Diniz, mas é sempre bom voltar a marcar."

Caio Paulista, jogador do Fluminense

O Flu ampliou a vantagem ainda no primeiro tempo, em mais uma chegada explorando a linha de fundo, mas desta vez Matheus Martins tocou para o meio da área, Cano serviu Jhon Arias e o colombiano bateu cruzado, mas mesmo assim a bola passou por entre as pernas do goleiro Rafael William.

O Coritiba, por sua vez, encontrava dificuldade para ultrapassar a linha do meio de campo e a única chance do time foi uma cabeçada de Fabrício Daniel que saiu à direita de Fábio. E o estreante técnico Guto Ferreira percebeu isso, tanto que promoveu três alterações durante o intervalo. Um dos que entraram foi Alef Manga, que aproveitou uma falha de Caio Paulista, emendou um contra-ataque e bateu colocado para diminuir o placar.

'Lei do ex' e cinco gols na etapa final

O início do segundo tempo foi o melhor momento do Coxa na partida, tanto que o alviverde conseguiu ocupar mais o setor ofensivo. Mas o Tricolor reagiu rápido. Sem Ganso, poupado, Diniz escalou Nathan, que cobrou falta no canto do goleiro, mas ele não alcançou a bola e então o 3 a 1 daria mais tranquilidade aos donos da casa.

O atual campeão paranaense ainda marcou o segundo, também de falta, com Egídio. Mas o dia era do time de Fernando Diniz, que manteve a postura agressiva inclusive com substituições ofensivas, com Michel Araujo e Willian Bigode em campo. A dupla aproveitou os 10 minutos finais para mostrar que está em sintonia, tanto que o uruguaio serviu o atacante duas vezes: 5 a 2.

"Ele voltou do mundo árabe, onde se joga um futebol semiprofissional, com um desnível tático, técnico e físico, depois foi recuperando a forma e teve uma atuação perfeita pelo tempo que jogou. É um jogador de um nível muito alto, recebeu propostas para sair, mas conversei dizendo que gostaria de contar com ele e é alguém que pode nos ajudar muito."

Fernando Diniz sobre Michel Araujo

Esta foi a oitava vitória do Fluminense em 12 jogos como mandante no Campeonato Brasileiro. O Tricolor das Laranjeiras conquistou 25 dos 41 pontos que tem dentro de casa, e atualmente é o principal perseguidor do líder Palmeiras, que nesta rodada recebe o Flamengo no Allianz Parque.

O Flu retomou o caminho das vitórias após dois tropeços na última semana (derrota em para o Inter e empate com o Fortaleza). Estacionado com 22 pontos, o Coritiba perdeu pela quarta vez consecutiva e ocupa o 18º lugar.

facebooktwitterreddit