Copa do Brasil

Em jogo de polêmicas, Flamengo perde chances e só empata com o Athletico-PR no Maracanã

Nathália Almeida
Flamengo teve 23 finalizações, mas não conseguiu balançar as redes
Flamengo teve 23 finalizações, mas não conseguiu balançar as redes / Delmiro Junior/Photo Premium/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Cada vez mais acostumados com seus encontros em fases agudas de Copa do Brasil, Flamengo e Athletico-PR voltaram a protagonizar, na noite desta quarta-feira (27), uma partida tensa e com cara de decisão. Pela ida das quartas de final do mata-mata nacional, os dois rubro-negros adentraram o Maracanã com propostas distintas e, apesar do domínio amplo do time da casa, quem saiu com o resultado mais "saboroso" foram os visitantes.

Assumindo as rédeas da partida desde cedo, o Flamengo simplesmente "amassou" o Furacão em volume de chances criadas e finalizações tentadas (22x4). Contudo, os atacantes do Mais Querido não estavam em noite inspirada e acabaram falhando em furar a defesa paranaense, liderada por grandes atuações de Thiago Heleno e Bento. O placar final de 0 a 0 garante ligeira vantagem ao Athletico-PR, que decidirá o confronto em seus domínios.

O destaque negativo da noite ficou a cargo da atuação de Luiz Flávio de Oliveira e de toda a equipe de arbitragem escalada para o confronto. Isso porque a partida entre Rubro-Negros foi recheada de lances graves que não tiveram a correta intervenção dos profissionais do apito: Gabriel Barbosa e Arrascaeta deveriam ter sido expulsos por entradas violentas, mas a única expulsão da partida ficou para David Luiz, por xingar o árbitro paulista. Além disso, uma penalidade clara no zagueiro Léo Pereira não foi marcada. Em nenhum dos lances, o VAR interviu para corrigir os erros do campo.

Athletico-PR e Flamengo voltam a se enfrentar no próximo dia 17 de agosto, às 21h30 de Brasília, na Arena da Baixada. Quem vencer a partida em Curitiba, avança às semifinais.

facebooktwitterreddit