Brasileirao Série A

Em clássico polêmico, Fluminense supera Flamengo e assume vice-liderança da Série A

Nathália Almeida
Fluminense sofreu, mas venceu o arquirrival Flamengo no Maracanã
Fluminense sofreu, mas venceu o arquirrival Flamengo no Maracanã / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Quando dizem que Fla-Flu é um jogo à parte na temporada - onde prognósticos costumam ser derrubados e reviravoltas são comuns -, não é mentira. Clássico que carrega uma mística toda particular, o confronto entre tricolores e rubro-negros sempre rende uma história única. Na tarde deste domingo (18), o enredo foi o "virar a página" para o Tricolor Carioca, duramente eliminado no meio de semana da Copa do Brasil, competição que tratava como prioridade neste ano de 2022.

Mais organizado e competitivo em relação ao duelo contra o Corinthians que marcou sua queda no mata-mata nacional, o Fluminense causou diversos problemas ao rival Flamengo nos primeiros minutos de jogo, com Germán Cano e Arias assustando a meta de Santos. Na reta final da etapa inicial, Paulo Henrique Ganso inaugurou o placar do clássico através de cobrança de pênalti, infração controversa que revoltou os jogadores e torcedores rubro-negros no Maracanã.

Paulo Henrique Ganso
Ganso, de pênalti, abriu o placar para o Fluminense / Buda Mendes/GettyImages

Vencendo por 1 a 0, o time de Fernando Diniz voltou do intervalo mais acuado e tentando explorar os contra-ataques. Foi neste momento que o controle do jogo mudou de mãos, e o Flamengo passou a incomodar bem mais a defesa tricolor. Fábio passou a ser bastante exigido, fazendo ao menos duas grandes defesas em chances claras de Arrascaeta. O uruguaio, ao lado de Everton Ribeiro, foi um dos jogadores de ataque do time da Gávea que mais gerou problemas ao rival das Laranjeiras.

Quando o Flamengo era superior no confronto, Cano aproveitou bobeira da zaga rubro-negra e iniciou a jogada do segundo gol tricolor, anotado por Nathan. Restando pouco mais de 20 minutos por jogar, o Rubro-Negro foi para o "sufoco final" e conseguiu descontar com seu artilheiro, Gabigol, mas viu a bola do empate ser cortada em cima da linha por Felipe Melo.

Nathan
Nathan marcou o gol que selou a vitória tricolor / Wagner Meier/GettyImages

Além da pressão avassaladora do Rubro-Negro, os minutos finais foram marcados por confusões generalizadas em campo, resultando em quatro expulsões: Cebolinha e Marinho receberam cartão vermelho pelo lado do Flamengo, ao passo que Caio Paulista e Manoel foram expulsos pelo lado do Fluminense, novo vice-líder da Série A com 48 pontos.

facebooktwitterreddit