Futebol brasileiro

Em apoio a Rodrigo Crivellaro, árbitros realizam protesto coletivo antes de jogos do Brasileirão

Nathália Almeida
Arbitragem mandou seu recado antes dos jogos da rodada
Arbitragem mandou seu recado antes dos jogos da rodada / Maga Jr/O Fotografico/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Classe bastante maltratada pela opinião pública e, principalmente, pelas instituições do futebol brasileiro, a arbitragem nacional se uniu neste fim de semana para realizar um protesto conjunto em todos os estádios brasileiros com jogos válidos pelo Brasileirão.

Antes da bola rolar para os confrontos entre Atlético-MG x Ceará, Fluminense x Atlético-GO e Sport Recife x Corinthians - válidos pela 25ª rodada da Série A -, todos os árbitros escalados para os respectivos duelos, inclusive auxiliares, ajoelharam em campo em solidariedade a Rodrigo Crivellaro, árbitro covardemente agredido pelo jogador William Ribeiro durante uma partida da 2ª divisão do Campeonato Gaúcho.

Hospitalizado por três dias após receber um soco e um chute na cabeça quando já estava caído no gramado, o árbitro gaúcho concedeu sua primeira entrevista neste sábado (9), uma exclusiva para a RBS TV. Ele terá que permanecer no mínimo três meses afastado das atividades utilizando um colar cervical, por ter sofrido uma lesão ligamentar na região.

"Choro de alívio por estar vivo. Pela situação que foi, poderia ter sido muito pior. Poderia nem estar falando com vocês aqui, poderia nem estar caminhando. Então, eu dei muita sorte. Espero que meu caso sirva de exemplo, alguma coisa tem que mudar no futebol. É inadmissível acontecer isso no século 21, infelizmente. Ele [William Ribeiro] tem que ser banido do futebol, de qualquer esporte. Futebol e violência não são sinônimos. Isso não pode acontecer em esporte nenhum", afirmou.

facebooktwitterreddit