Opinião

É hora da Chapecoense focar em 2022?

Daniel Farias
Chape está na lanterna da Série A e passou todo o campeonato na zona de rebaixamento
Chape está na lanterna da Série A e passou todo o campeonato na zona de rebaixamento / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Após 29 rodadas do Brasileirão Série A, a Chapecoense vive uma situação extremamente complicada. A equipe catarinense está na lanterna da competição, com apenas 13 pontos em 29 partidas disputadas. A distância do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento, é de 20 pontos, tornando o rebaixamento da Chape para a Série B algo muito próximo.

Atual campeã da Série B, a equipe chegou à final do Campeonato Catarinense, perdendo o título para o Avaí, mas caiu bastante de rendimento ao longo do ano. Alguns jogadores que vinham se destacando, como o atacante Perotti, artilheiro do estadual, também não conseguiram repetir o mesmo desempenho do primeiro semestre. Para completar, atualmente o Verdão do Oeste está sob comando do interino Felipe Endres porque já trocou de técnico três vezes no campeonato - começou com Mozart, depois veio Jair Ventura e então Pintado, que pediu demissão em outubro.

O time precisaria de uma recuperação histórica e improvável para evitar a queda para a segunda divisão do futebol brasileiro. Dessa forma, surge uma pergunta importante: já chegou a hora da Chapecoense focar na temporada 2022? O ideal seria reunir o comando da equipe e planejar a próxima temporada pensando na Série B?

É uma realidade complicada, mas a resposta é sim. Um estudo feito pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) que calcula os possíveis cenários das duas principais divisões do futebol brasileiro desde 2005 considera que as chances da Chape seguir na Série A em 2022 são apenas matemáticas e para isso seria necessária uma combinação de resultados, então eles já consideram o Verdão como rebaixado. Isso não anula a realidade de que o futebol é uma 'caixinha de surpresas' e que a equipe catarinense pode conseguir uma recuperação histórica. Porém, pensar no retorno à Série B seria uma atitude inteligente de planejamento, algo que faria a equipe ganhar tempo na preparação para um eventual rebaixamento.

Isso não quer dizer que a equipe tenha que abandonar a reta final da Série A. O ideal é fazer as duas coisas simultaneamente. De certa maneira, continuar lutando nas rodadas finais da competição seria inclusive uma forma de honrar a camisa da Chape e respeitar a história da instituição. Além de traçar o perfil do novo técnico na tentativa de um projeto mais longevo, é possível observar opções do elenco para saber quem pode ser aproveitado na próxima temporada e quais são as principais carências.

Pedro, Felipe Santana, Lima
Chapecoense está muito próxima do rebaixamento | Flamengo v Chapecoense - Brasileirao 2021 / Buda Mendes/GettyImages

Um bom planejamento pode resultar em um bom desempenho, aumentando as chances de retorno da equipe à Série A em caso de se confirmar o rebaixamento nesta edição da competição.

É hora, portanto, de respeitar a história da instituição, através de uma reta final de Série A séria e comprometida. É também hora de preparar para as necessidades que o futuro reserva à Chapecoense.

facebooktwitterreddit