Futebol brasileiro

Dorival Júnior x Felipão: os números dos treinadores desde que chegaram a Flamengo e Athletico-PR

Antonio Mota
Amigos de longa data, treinadores se enfrentam hoje pela Copa do Brasil
Amigos de longa data, treinadores se enfrentam hoje pela Copa do Brasil / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Diante dos altos e baixos da temporada, Flamengo e Athletico-PR decidiram redirecionar a rota e mudar de comando com o calendário em andamento. Assim, o Fla demitiu Paulo Sousa e contratou Dorival Júnior, no início do último mês de junho, enquanto o Furacão trocou Fábio Carille por Luis Felipe Scolari, o Felipão, semanas antes, em maio.

Desde então, os treinadores, que se enfrentarão na noite desta quarta-feira (27) no Maracanã, pelas quartas de final da Copa do Brasil, colocaram os times nos trilhos e fizeram os adeptos de Flamengo e Athletico acreditarem em dias melhores. A dupla, aliás, tem aproveitamento semelhante, apesar da diferença no número de jogos.

Dorival Júnior vem apresentando resultados no Flamengo.
Dorival Júnior caminha para dois meses de trabalho no Flamengo. / Heuler Andrey/GettyImages

Dorival Júnior chegou ao Flamengo no início de junho, no dia 10, e desde então, mudou o ambiente na equipe. De lá para cá, o treinador conseguiu colocar o Mais Querido nas quartas de final da Conmebol Libertadores e da Copa do Brasil e também o afastou do Z-4 do Campeonato Brasileiro, onde o time atualmente ocupa a sexta colocação.

Neste período, o Flamengo de Dorival disputou 13 partidas e conseguiu nove vitórias, além de quatro derrotas. O aproveitamento é de 69,23%. A equipe marcou 27 gols e sofreu apenas 11 nesses jogos.

Felipão faz bom trabalho no Athletico.
Felipão fez o Athletico crescer muito de produção nos últimos meses. / Christian Alvarenga/GettyImages

Felipão fechou com o Athletico poucas semanas antes, no começo de maio, quando deixou a fila do desemprego e substituiu Carille. Desde então, o experiente treinador conseguiu manter o clube vivo na Libertadores e na Copa do Brasil. No Brasileirão, o Furacão é o quinto colocado, com 31 pontos – um ponto a mais que o Fla.

Nestes quase três meses de trabalho, Scolari comandou o Rubro-Negro Paranaense em 21 partidas e teve aproveitamento de 69,84%: 13 vitórias, cinco empates e três derrotas. O Furacão anotou 40 gols e sofreu 19 desde a chegada do veterano. Os números são do site “ge”.

Logo mais à noite, com Dorival e Felipão, Flamengo e Athletico vão medir forças no Maracanã, no Rio de Janeiro, às 21h30 (de Brasília), pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A segunda partida será disputada em meados do mês que vem, na Arena da Baixada.

facebooktwitterreddit