Athletico-PR

Dorival Júnior aciona Athletico-PR na Justiça; técnico cobra R$ 1,8 milhão por rescisão

Matheus Nunes
Dorival comandou o Furacão em 2020
Dorival comandou o Furacão em 2020 / Alexandre Schneider/GettyImages
facebooktwitterreddit

A passagem de Dorival Júnior pelo Athletico-PR em 2020 vem sendo assunto até os dias atuais. O atual técnico do Flamengo colocou o Furacão na justiça e exige que o clube lhe pague R$ 1,8 milhão, devido a rescisão de contrato antecipada na época. As informações são do ge.

No final de 2019, a diretoria paranaense anunciou a contratação do treinador com um contrato válido por dois anos. Na ocasião, ele substituiu Tiago Nunes, que havia deixado o cargo para assumir o Corinthians. Porém, a permanência de Dorival durou apenas oito meses. Ele foi demitido devido a uma série de derrotas.

No processo que corre na 15ª Vara do Trabalho de Curitiba, o técnico cobra questões salariais, como o pagamento proporcional aos 15 meses de contrato que não foram cumpridos. Na época, o Athletico alegou que o vínculo do comandante seria por tempo indeterminado e, por isso, não pagou a indenização. No dia 18 de outubro, as partes participarão de uma audiência de conciliação online.

Antes de ser contratado pelo Furacão, Dorival estava sem trabalhar desde 2018, quando saiu do Flamengo. Pelo clube paranaense, foram 16 jogos disputados, com nove vitórias, três empates e quatro derrotas.

facebooktwitterreddit