Libertadores Feminina

Donas da América! Corinthians supera o Santa Fé e conquista Libertadores Feminina

Nathália Almeida
Corinthians venceu o Santa Fe por 2 a 0 e conquistou a América de novo
Corinthians venceu o Santa Fe por 2 a 0 e conquistou a América de novo / Ernesto Ryan/GettyImages
facebooktwitterreddit

A supremacia está mantida: o futebol brasileiro segue mandando na Libertadores Feminina e, ainda que o Independiente Santa Fé tenha sido um adversário valente, não foi páreo para o melhor time da América do Sul. Na noite deste domingo (21), o Corinthians sagrou-se tricampeão continental ao bater o rival colombiano por 2 a 0, em final disputada no Gran Parque Central, em Montevidéu.

Bem nervosa e equilibrada em seus primeiros minutos, a decisão mais aguardada da temporada no futebol feminino começou a pender para o lado do Timão aos 10' da etapa inicial, quando uma bela trama do ataque alvinegro terminou em gol de Adriana. A meia-atacante, que fez um ótimo torneio pelo Corinthians, estava no lugar certo e na hora certo para concluir de cabeça após cruzamento de Gabi Portilho. Na comemoração, homenagens à zagueira Érika, que precisou deixar a delegação após sofrer uma grave lesão no joelho durante treinamento.

Adriana
Adriana homenageou a zagueira Erika / Buda Mendes/GettyImages

Autora da assistência para o gol de Adriana, Gabi Portilho não tardaria para ser decisiva novamente: aos 41' do primeiro tempo, recebeu belo passe da craque Tamires e completou livre para o fundo as redes, superando a ótima goleira Tapia. Destaque no lance para a meia Gabi Zanotti, que descolou grande lançamento na origem da jogada.

Com 2 a 0 a favor no marcador, o Corinthians usou a inteligência e a experiência de seu elenco para manter a decisão sob controle na etapa final, correndo poucos riscos e tentando explorar os contra-ataques para matar a partida. Mas não foi preciso: o Santa Fé, ainda que organizado e dono de boas virtudes, já não tinha forças para reagir e causar problemas à Kemelli.

Gabi Portillo, Tamires
Tamires deu bela assistência para Portilho / Ernesto Ryan/GettyImages

Implacável em território nacional, o Timão Feminino foi dominante uma vez mais na América do Sul, tirando da garganta pela terceira vez o grito de "é campeão": em 2017, ainda com a parceria junto ao Audax; em 2019, já independente. E agora em 2021, com uma campanha histórica, invicta e que não deixa nenhuma dúvida sobre qual é o melhor time do continente hoje.

facebooktwitterreddit