Copa Libertadores

Do azarão ao favorito: o ranking de forças das quartas de final da Copa Libertadores

Lucas Humberto
Grande favorito ao título, Palmeiras enfrenta um Galo em má fase nas quartas do torneio sul-americano
Grande favorito ao título, Palmeiras enfrenta um Galo em má fase nas quartas do torneio sul-americano / Pedro Vilela/GettyImages
facebooktwitterreddit

A hora da verdade! Sob grandes expectativas, as quartas de final da Copa Libertadores começam nesta terça-feira, 2 de agosto. Serão três dias de confrontos do mais alto nível, rivalidade à flor da pele e muita vontade de avançar à próxima etapa. Alguns clubes, obviamente, estão mais credenciados para isso do que outros.

Abaixo, você confere nosso ranking de forças desta etapa do torneio continental, do azarão ao favorito.

8. Talleres

Talleres é azarão nas quartas de final da Copa Libertadores
Talleres deve se despedir da Liberta nas quartas / ALEJANDRO PAGNI/GettyImages

Depois de eliminar o Cólon nas oitavas, parece que chegou a hora do Talleres se despedir. Além da pouca tradição no âmbito internacional, a equipe de Córdoba enfrenta o Vélez Sarsfield, um rival local mais cascudo e confiante por ter deixado ninguém menos que o River Plate pelo caminho. Azarão por completo.

7. Vélez Sarsfield

Walter Bou, jogador do Vélez Sarsfield
Vélez Sarsfield reúne condições de avançar, mas deve parar por aí / Marcelo Endelli/GettyImages

Pouquíssimas pessoas vão dizer que o Vélez Sarsfield vai chegar longe. E dificilmente vai. Depois de segurar o ímpeto do River Plate - se é que podemos classificar assim -, os argentinos acabaram sendo premiados por um chaveamento teoricamente simples: encarar o Talleres. Dá para avançar, mas só até aí.

6. Estudiantes

Estudiantes enfrenta o Athletico-PR nas quartas de final da Copa Libertadores
Estudiantes é a melhor equipe argentina nas quartas / Jam Media/GettyImages

Time argentino melhor colocado no nosso ranking de forças, o Estudiantes reúne várias características que costumam ser valiosas na Libertadores: tradição, boas peças e uma torcida apaixonada. Se não houvesse tanta disparidade em comparação com os brasileiros, talvez o clube de La Plata estivesse entre os favoritos. Isso, claro, em outro contexto...

5. Atlético-MG

Cuca, treinador do Atlético-MG
Galo está em má fase / Silvio Avila/GettyImages

A diferença entre teoria e prática. Protagonista em 2021, o Atlético-MG entrou favorito em todas as competições desta temporada. Resultado: caiu na Copa do Brasil, está em má fase no Brasileiro e, hoje, tem status de azarão para enfrentar o Palmeiras na Libertadores. Claro, os mineiros podem surpreender, mas, em teoria, são franco-atiradores.

4. Corinthians

Cássio, goleiro do Corinthians
Timão terá confronto complicado pela frente / Ricardo Moreira/GettyImages

Alternando grandes exibições com irregulares partidas, o Corinthians é quase uma incógnita nas quartas do torneio continental. Forte em seus domínios, o Timão batalha contra a lógica dos retrospectos e das estatísticas frias para avançar. Não seria a primeira vez. Diante do Flamengo, o duelo promete ser de xadrez.

3. Athletico-PR

Rômulo, atacante do Athletico-PR
Furacão é o brasileiro com chaveamento menos complicado / Christian Alvarenga/GettyImages

Ver o Athletico-PR na eventual decisão parece improvável - embora não impossível. Mas, como nosso ranking pretende analisar as quartas de final da Libertadores, a posição do Furacão não deveria surpreender. Sólido em casa e competente fora, os comandados de Felipão devem dar mais uma amostra de qualidade e poder de reação.

2. Flamengo

Arturo Vidal, meia do Flamengo
Rubro-Negro se reforçou no mercado / Buda Mendes/GettyImages

Devidamente reforçado - e ainda investido no mercado -, o Flamengo se recuperou de um início conturbado para, hoje, defender novamente o posto de favorito. A injeção de confiança depois da remontada sobre o Atlético-MG, pela Copa do Brasil, pode ajudar. Contra o Corinthians, a missão será difícil, mas Dorival Júnior já provou ser eficaz em situações do tipo.

1. Palmeiras

Gabriel Menino, meia-atacante do Palmeiras
Verdão cresce na Libertadores / Alexandre Schneider/GettyImages

Deu a lógica, certo? Muito além do posto de atual campeão continental, o Palmeiras segue mantendo o nível que impressiona a América do Sul. Líder isolado do Brasileirão, o Verdão ainda costuma crescer quando o assunto é Libertadores. Diante da má fase do Galo, então, a tendência é de passeio de Abel Ferreira.

facebooktwitterreddit