Dirigente do Atlético-MG revela desejo de Róger Guedes: 'Louco para voltar'

Roger Guedes
Atletico MG v Fluminense - Brasileirao Series A 2018 | Juliana Flister/Getty Images

Sem poder retornar à China em função do controle de fronteiras no país - medida restritiva para evitar a eclosão de uma segunda onda de contaminação do coronavírus -, Róger Guedes entrou em definitivo no radar de clubes brasileiros para a sequência da temporada. O atacante de 23 anos interessa ao Grêmio e ao Atlético-MG, com o clube mineiro dando sinais de que fará grandes esforços para repatriar o camisa 23.

Roger Guedes
Shandong Luneng Taishan FC v Auckland City FC | Zhizhao Wu/Getty Images

Em entrevista concedida ao canal 'Fala Galo' e repercutida pelo portal Terra, o vice-presidente do Galo, Lásaro Cândido da Cunha, revelou qual é o desejo do atleta para a sequência de sua carreira: "O Guedes já ligou várias vezes para o Atlético, ele está louco para voltar", cravou.

Apesar de confessar a vontade do atacante em retornar à Cidade do Galo, o dirigente deu um 'banho de água fria' no torcedor alvinegro logo em seguida, relatando a grande engenharia financeira que esta negociação implicaria: "Ele tem um salário muito alto, acho muito difícil. Exceto se os chineses pagarem. É um valor muito alto mesmo. Não dá para fazer loucura. Se for para fazer loucura eu sou contra, mas não sou eu que defino isso", concluiu.

Roger Guedes
Atletico MG v Fluminense - Brasileirao Series A 2018 | Juliana Flister/Getty Images

Além dos altos vencimentos, uma cláusula restritiva de empréstimo para clubes brasileiros dificulta ainda mais a investida atleticana por Róger Guedes. Ao vender o atacante ao Shandong Luneng, o Palmeiras impôs uma espécie de compensação em seu favor: caso os chineses viessem a emprestar o camisa 23 para outro clube da Série A, teriam que pagar 3 milhões de euros ao Verdão. O Shandong não quer arcar com esta multa, ou seja, só aceitará ceder Guedes ao clube que garantir que assumirá a pendência.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.