Atlético de Madrid

Diego Simeone 'abre o jogo' sobre sua vida e fala de sonho que teve de ter Lionel Messi no Atlético de Madrid

Antonio Mota
Família, futebol 24 horas por dia, Lionel Messi e mais: Simeone abre o jogo em entrevista ao Diário Olé, da Argentina.
Família, futebol 24 horas por dia, Lionel Messi e mais: Simeone abre o jogo em entrevista ao Diário Olé, da Argentina. / Gonzalo Arroyo Moreno/GettyImages
facebooktwitterreddit

Um dos treinadores mais marcantes do século e da história do Atlético de Madrid, Diego Simeone concedeu uma longa entrevista ao “Olé”, da Argentina, neste recesso do futebol de clubes para a Data Fifa. Em papo franco, o técnico argentino de 51 anos falou sobre sua família, vida no futebol, futuro de Lionel Messi pós-Barcelona e muito mais.

Simeone iniciou a conversa demonstrando ser muito próximo de sua família e mostrou o seu lado humano e pessoal. O técnico também revelou que não tem muitos amigos e que tem uma vida familiar normal, com seus dias começando quase sempre da mesma maneira: levando as filhas à escola. E, depois, é só futebol – sendo até difícil fazer outras atividades, como ir ao cinema.

Diego Simeone Atlético de Madrid
Diego Simeone é uma lenda no Atlético de Madrid, mas sua vida vai além do Wanda Metropolitano. / Laurence Griffiths/GettyImages

O futebol é 24h por dia. É assim. Quando um está dormindo, outro está acordado. E quem está acordado está pensando e se você está dormindo... Então, há uma vantagem para quem está acordado. Você tem que ter cuidado”, comentou o técnico do Atleti, explicando que é sua maneira de relaxar ou dormir é imaginar como pode montar sua equipe. “Você não para de pensar”.

Em entrevista, Simeone também deixou claro que é mutável e que sempre busca se desenvolver. “Vamos revisando, olhando, observando, seja o rival ou a sua equipe...”, disse, explicando que assiste vídeos para se preparar para os compromissos e que acompanha muito futebol.

O técnico também falou que o Atlético de Madrid se desenvolveu muito nos últimos anos e que a expectativa é não parar agora. “O crescimento continua dentro do nosso projeto, e não só no futebol... Ainda temos muito o que fazer”. Simeone ainda elogiou o nível do elenco, da relação com todos no Wanda Metropolitano e que sempre cobra atitude dos seus subordinados.

Diego Simeone Atlético de Madrid
Diego Simeone comanda o Atlético de Madrid há quase 10 anos. / Ross Kinnaird/GettyImages

Diego Simeone também comentou sobre os clubes da Europa, destacando Bayern de Munique, PSG, Liverpool, Borussia Dortmund e outras, e ainda comentou sobre a Seleção da Argentina. E, por fim, falou sobre o curto sonho de ter Lionel Messi no Atlético de Madrid. “Eu te conto um detalhe. Com o que aconteceu com o Barcelona, nós chamamos o Luis (Suárez)...”.

"Não telefonei para o Leo (Messi), mas falei com Suárez para perguntar como estava o Messi, se estava com vontade ou se havia uma mínima possibilidade de vir ao Atlético de Madrid. Nós estávamos imaginando que ele poderia vir."

declarou Simeone.

O treinador explicou ainda que Messi quer vencer, e completou: “'Foi uma coisa que durou três horas, porque o PSG, evidentemente, já estava obcecado por essa contratação”, finalizou.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit