Futebol Internacional

Destaque do Basel, Arthur Cabral relembra saída do Palmeiras: 'Momento muito difícil'

Lucas Humberto
Centroavante de 23 anos também mira voos mais altos na carreira: "Quem sabe disputar uma Champions"
Centroavante de 23 anos também mira voos mais altos na carreira: "Quem sabe disputar uma Champions" / Christian Kaspar-Bartke/Getty Images
facebooktwitterreddit

Qualquer hat-trick tem gosto especial. Contudo, quando falamos no primeiro da carreira, as sensações são ainda mais únicas. Arthur Cabral sabe bem disso. No duelo contra Hammarby IF, válido pela inédita Conference League, o centroavante do Basel, da Suíça, marcou os três tentos da vitória por 3 a 0 dos helvéticos.

Ex-Palmeiras e Ceará, o brasileiro ficou eternizado como "Rei" no Vozão, quando anotou incríveis 24 tentos em uma temporada. Em 2019, ele rumou ao gramados europeus e não voltou mais: já são 82 jogos, 50 gols e 15 assistências. E ele quer mais: "Tenho gana de fazer mais gols do que eu fiz na minha melhor temporada pelo Ceará", destacou em entrevista ao globoesporte.com.

Na conversa, o atacante relembrou os conturbados meses que precederem seu adeus ao Alviverde: "Eu vinha num momento muito difícil. As coisas não vinham acontecendo no Palmeiras. E a cabeça cria muitas dúvidas. Eu viajei para um país novo. Eu topei esse desafio. Tudo é diferente aqui. Você fica com muitas dúvidas. Por mais otimista que você seja, não dá pra prever. Fiz duas boas temporadas e estou começando essa temporada com tudo de novo".

Na atual campanha do Basel, já são 18 participações em gols (12 tentos + seis assistências) em oito partidas. Tais estatísticas permitem que o jogador de 23 anos sonhe alto: "Primeiro quero marcar meu nome na história do Basel. E sempre deixei bem claro que sempre pensei em disputar outras ligas da Europa, ligas maiores. Jogar por outros clubes, clubes de mais visibilidade. Quem sabe disputar uma Champions", ressaltou ao ge.

Arthur Cabral Ceará Basel Conference League Palmeiras
Centroavante tem brilhado no Basel / Christian Kaspar-Bartke/Getty Images

Como não poderia ser diferente, o "Rei Arthur" frisou que segue acompanhando o Ceará: "Eu acompanho ao máximo. Quando eu acordo, vejo que o Ceará jogou, eu olho as redes sociais para saber quanto foi o jogo, olho os melhores momentos, os gols, estou sempre torcendo e vibrando". Faz falta, torcedor?

facebooktwitterreddit