Corinthians

De Tiago Nunes a Vagner Mancini: Corinthians ‘andou no vácuo’ dos rivais, sonhou além da conta e pagou caro

Antonio Mota
Feb 18, 2021, 11:22 AM GMT-3
Com derrota no Clássico Alvinegro, Corinthians tem cerca de 3% de chances de ir para a próxima Libertadores; e a temporada termina de forma negativa.
Com derrota no Clássico Alvinegro, Corinthians tem cerca de 3% de chances de ir para a próxima Libertadores; e a temporada termina de forma negativa. | Miguel Schincariol/Getty Images
facebooktwitterreddit

Tudo em Itaquera é “em excesso”. E agora? O Corinthians perdeu para o Santos por 1 a 0, na Vila Belmiro, na noite da última quarta-feira (17), por jogo atrasado da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2020. Com o revés no Clássico Alvinegro, o Timão viu suas chances de conseguir uma vaga para a próxima Conmebol Libertadores ficarem bem remotas: 3.1%, segundo estudo do site Chance de Gol. E isso foi um balde de água fria nas pretensões do clube.

Vice no Campeonato Paulista, eliminado na Copa do Brasil e na pré-Libertadores e em uma campanha intermediária no Brasileirão, o Alvinegro Paulista realmente não fez uma temporada boa, mas as altas expectativas inflaram tudo. O Timão chegou no calendário competitivo de 2020, o qual começou no início do ano passado e segue até hoje, pensando em saltos maiores do que sua perna era capaz de aguentar.

O Corinthians dificilmente vai conseguir uma vaga para a próxima Conmebol Libertadores. Acabou a temporada?
O Corinthians dificilmente vai conseguir uma vaga para a próxima Conmebol Libertadores. Acabou a temporada? | Alexandre Schneider/Getty Images

O arrastado Paulistão mostrou isso, mas o DNA do Corinthians e os fracassos dos concorrentes conseguiram empurrar o clube até a final. E aí veio o vice para o Palmeiras. Depois, já na Conmebol Libertadores, o Corinthians conseguiu ser eliminado para o modesto Guarani, do Paraguai. E na pré-Libertadores, como em 2011. Mais uma vergonha. A eliminação para o América-MG na Copa do Brasil só aumentou a frustração.

E o Brasileirão foi só a parte final da conta de tantos erros, tantas contratações erradas, mas superexaltadas – Luan, Cantillo, Éderson, Jemerson, Sidcley, Jô, Jonathan Cafú, Yony González e por aí vai. Qual deu certo? E de tantos outros imbróglios de dentro e fora de campo: os salários atrasados, a política etc.

E tudo começou no início dos planejamentos: por qual razão o Corinthians contratou Tiago Nunes? Foi por acreditar no então badalado treinador do Athletico-PR ou foi por querer ‘seguir o vácuo’ dos adversários? O Timão queria ‘jogar bonito’? E os contratados? O Alvinegro imaginou que Luan voltaria à versão 2017? Há vários questionamentos a serem feitos e muitas respostas precisam ser obtidas antes da próxima temporada.

Em resumo, o Corinthians criou expectativas em excesso e isso levou o clube a sonhar com mais do que ele realmente podia no momento... E o resultado é esse: mais uma temporada frustrante.

facebooktwitterreddit