Atlético MG

De Renato Gaúcho a Jorge Jesus: Galo define critérios e inicia busca por novo treinador

Fabio Utz
Jesus receberá um contato da diretoria alvinegra
Jesus receberá um contato da diretoria alvinegra / Gualter Fatia/GettyImages
facebooktwitterreddit

A missão está posta: encontrar um técnico à altura do momento vivido pelo Atlético-MG. A partir desta terça-feira (28), a direção alvinegra começa a mapear opções que possam ocupar o lugar de Cuca. A ideia do clube, segundo informações do GE, é trabalhar com ao menos duas opções dentro do mercado nacional e também analisar alguns estrangeiros.

Jorge Jesus, agora fora do Benfica, naturalmente surge como uma alternativa, e um contato tende a ser realizado em breve. O português fez sucesso no Flamengo, entre 2019 e 2020, e ficou livre no mercado. Um empecilho para eventual acerto seria a comissão técnica: o Galo entende que conta com profissionais de alto gabarito, como o preparador físico Cristiano Nunes, e não quer alguém que chegue deixando em segundo plano esta estrutura.

Não se descarta, também, uma aproximação com treinadores do mercado sul-americano, ao qual o diretor de futebol Rodrigo Caetano tem amplo acesso. Porém, neste caso, a diferença de patamar entre as equipes precisa ser levada em consideração - Marcelo Gallardo, por exemplo, confirmou sua permanência no River Plate.

E Renato Gaúcho?

Todos se lembram. Antes de contratar Cuca para 2021, o Atlético-MG fez uma proposta para tirar Renato do Grêmio. A negociação não andou, e o profissional optou por permanecer no clube gaúcho - de onde seria demitido pouco tempo depois. Agora, após rápida passagem pelo Flamengo, o profissional está livre. Todavia, caiu no conceito alvinegro. De ficha 1, passou a ocupar praticamente o final da fila das preferências do clube.

Para mais notícias do Atlético Mineiro, clique aqui.

facebooktwitterreddit