De Buenos Aires à Nápoles: cidades param e rendem homenagens à Maradona; veja fotos

Nathália Almeida
Diego Armando Maradona Death Mourning In Naples
Diego Armando Maradona Death Mourning In Naples / Ivan Romano/Getty Images
facebooktwitterreddit

Em sua última entrevista pública - concedida ao jornal 'Clarín', na ocasião das comemorações de seus 60 anos de idade -, Diego Armando Maradona provou mais uma vez que, apesar de ostestar a alcunha de 'deus', tinha medos humanos como todos nós: "Às vezes me pergunto se o povo vai seguir me amando. Se seguirão sentindo a mesma coisa", revelou ao periódico. Neste 25 de novembro, dia em que o mundo lamentou sua partida em virtude de uma parada cardiorrespiratória, as provas de amor ao gênio da camisa 10 se manifestam ao redor dos quatro cantos do globo, reforçando a memória e o legado de Diego são eternos e atemporais.

Para além das múltiplas homenagens de personalidades do futebol, atletas de outras modalidades, membros da imprensa e famosos fora do universo esportivo, centenas de milhares de 'anônimos' foram às ruas para prestar reverências ao ídolo que revolucionou o jogo mais popular do planeta. Cidades como Buenos Aires e Nápoles, nas quais Diego criou raízes esportivas e afetivas, pararam desde a hora do anúncio do falecimento do craque.

Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona
Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona / Getty Images/Getty Images

Buenos Aires canta para 'D10S'

Em inúmeros pontos da capital, homenagens foram prestadas pelo povo argentino ao maior ídolo. Da entrada de La Bombonera à rua onde Diego morou durante sua segunda passagem pelo Boca, não houve canto que não recebesse algum tipo de intervenção para lembrar o craque: cartazes, rosas, velas, camisas 10 e bandeiras albicelestes, em todos os lugares.

Acostumado a ser 'palco' de manifestações, protestos políticos e festas de torcidas de capital, o Obelisco, ponto tradicional de Buenos Aires, hoje recebeu luto.

Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona
Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona / Ricardo Ceppi/Getty Images

Nápoles chora o adeus de seu redentor

Outra cidade enraizada na história de Maradona - e que tem o gênio argentino como um verdadeiro marco/acontecimento -, Nápoles também parou. Uma multidão de torcedores partenopei se dirigiu à porta do San Paolo para render homenagens ao camisa 10, responsável direto pela redenção do clube na reta final dos anos 80. Protagonista absoluto nas conquistas dos Scudettos de 1986/87 e 1989/90, Diego ainda ergueu outras três taças com a camisa azzurri: uma Copa Itália, uma Recopa Italiana e uma Copa da UEFA.

Diego Armando Maradona Death Mourning In Naples
Diego Armando Maradona Death Mourning In Naples / Ivan Romano/Getty Images

Prefeito de Nápoles, Luigi De Magistris se pronunciou pouco tempo depois da confirmação da morte do ídolo, tornando público o desejo de alterar o nome do estádio napolitano em homenagem ao histórico camisa 10: "Vamos rebatizar o Estádio San Paolo em homenagem a Diego Armando Maradona. O amor de Nápoles por Diego é visceral. Com ele e através do futebol, parece incrível, Nápoles renasceu com o 'Scudetto' de 1987. Maradona é um homem que uniu todos os napolitanos em todo o mundo e os torcedores de outros times", afirmou.


Sepultamento será na Casa Rosada

Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona
Argentinians Shocked By Sudden Death of Diego Maradona / Ricardo Ceppi/Getty Images

Múltiplas fontes da imprensa argentina confirmam que o velório de 'El Pibe' será na Casa Rosada, sede do governo local, por escolha da própria família de Diego Armando Maradona. A oferta partiu do próprio presidente do país, Alberto Fernández, torcedor do clube onde o camisa 10 deu os primeiros passos de sua carreira: o Argentino Juniors.

Ainda não há maiores detalhes acerca de data, horário e como será a logística para o sepultamento, afinal, imagina-se que uma multidão tentará render suas últimas homenagens ao ídolo, mas o país (assim como o mundo como um todo) ainda vive em contexto de pandemia.


facebooktwitterreddit