Fluminense

David Braz, do Fluminense, afirma ser perseguido por árbitro Raphael Claus: 'Já fui ameaçado'

Nathália Almeida
David Braz deu entrevista forte após ser expulso no Fla-Flu
David Braz deu entrevista forte após ser expulso no Fla-Flu / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

Marcado por cinco cartões vermelhos e diversos lances polêmicos, o clássico entre Flamengo e Fluminense, vencido pelo time das Laranjeiras no último domingo (18), tende a repercutir bastante ao longo da semana. Uma das razões para tal envolve as fortes declarações pós-jogo de David Braz, zagueiro tricolor expulso no banco de reservas por Raphael Claus, ainda aos 5' do primeiro tempo. Em entrevista, o defensor desabafou, afirmando ser prejudicado de forma sistemática pelo árbitro em questão.

"Fiquei sem entender. A gente reclamou em um lance no qual achamos que era lateral nosso. Não só eu, mas todos os jogadores do banco. Reclamamos para o quarto árbitro também. Ele estava mais próximo do que o Claus. Ele explicou que a decisão era de campo. Depois, o Claus foi ao banco, me chamou e me deu amarelo. Logo em seguida, eu falei: "Você tem algum problema comigo? Está de marcação comigo? Todo mundo reclamando e você me escolheu para dar amarelo". Então, esta foi a segunda vez que ele me expulsou no ano. Da mesma forma. Eu não tinha falado nada. Na outra vez, ele colocou na súmula algo que eu não fiz. E agora pela segunda vez ele me prejudica", afirmou.

Raphael Claus
Raphael Claus representará a arbitragem brasileira na Copa do Mundo / Buda Mendes/GettyImages

Com palavras fortes, o atleta seguiu seu relato e revelou saber o motivo exato da perseguição pessoal de Claus sobre ele. Segundo o experiente zagueiro, o árbitro paulista "tomou as dores" de seu amigo Flávio Rodrigues Guerra, profissional do apito que pegou gancho de 100 dias no STJD, em 2015, por expulsar David Braz de forma equivocada em um clássico entre Corinthians e Santos.

"Eu já fui ameaçado por ele por uma situação que aconteceu há sete anos. Um jogo que fui expulso em 2015, era um Corinthians x Santos. O árbitro me expulsou confundindo, que eu teria cometido um pênalti. Na súmula, ele colocou que fui expulso por outra ocasião. Eu consegui comprovar com imagens e testemunhas que não fui expulso por o que ele colocou na súmula. Então, esse árbitro, que eu não lembro o nome, foi prejudicado. Era um grande amigo do Claus. Em 2016, ele falou comigo sobre isso: que eu tinha prejudicado a carreira desse amigo dele. Depois disso daí, o Claus sempre foi um cara que pegou no meu pé. Eu estou sendo perseguido. "

Braz, após o Fla-Flu

Sem poder contar com David Braz e Manoel - ambos expulsos durante o clássico -, Fernando Diniz terá que "quebrar a cabeça" para montar sua zaga titular visando o jogo contra o Juventude, próximo compromisso tricolor no Brasileirão. O duelo acontece no dia 28 de setembro, após a data Fifa.

facebooktwitterreddit