Cruzeiro

Cruzeiro sofre punição dupla por caso de injúria racial diante do Remo

Lucas Humberto
Caso de injúria racial na derrota para o Remo acarretou multa de R$ 50 mil e perda de um mando de campo
Caso de injúria racial na derrota para o Remo acarretou multa de R$ 50 mil e perda de um mando de campo / GILSON JUNIO/W9 PRESS/GAZETAPRESS
facebooktwitterreddit

Nada é tão ruim que não possa piorar, certo? Nesta terça-feira (23), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou punição ao Cruzeiro por caso de injúria racial. A Raposa irá perder um mando de campo e ainda terá de arcar com multa de R$ 50 mil.

A sanção que impõe perda do mando, no entanto, não será cumprida diante do Náutico, em duelo que encerra a Série B de 2021, mas sim numa partida organizada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) em 2022.

No julgamento, que aconteceu de forma virtual, os três auditores foram unânimes no voto pela punição do time. Outra sanção ficou restrita ao atacante Vitor Leque, expulso na polêmica derrota para o Remo. Suspenso com quatro jogos pelo STJD, o jogador será ausência em mais três partidas, uma vez que já ficou de fora do duelo seguinte devido ao cartão vermelho.

A equipe de Belo Horizonte foi enquadrada no artigo 243-G por ato discriminatório, que prevê pena para quem "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

Relembre o caso

No dia 28 de outubro, o Remo venceu o Cruzeiro por 3 a 1. À época, o caso de injúria racial foi exposto pelo próprio clube de Belém através das suas redes sociais. No vídeo, que acabou se tornando viral, é possível ouvir um torcedor dizendo: "vai tomar no c*, macaco", enquanto Jefferson comemorava o terceiro gol anotado diante da Raposa.

Na ocasião, o atacante que foi vítima do ato também se manifestou: "Uma situação muito triste, complicada. Nunca tinha passado por isso. Estou tranquilo, estou em paz. Nada vai tirar minha alegria, nada vai me abalar, porque a minha fé e esperança estão em Cristo. Que Deus possa abençoar essa pessoa e colocar mais amor no coração dela".


Como a pena só será cumprida em 2022, o último jogo oficial do Cruzeiro em 2021 terá portões abertos. Nesta quinta-feira (25), a Raposa recebe o Náutico, às 20h de Brasília. A partida marca as despedidas de Rafael Sobis e Ariel Cabral. Mais de 40 mil ingressos já foram vendidos.

facebooktwitterreddit