Cruzeiro economiza quantia anual milionária com salários de jogadores pagos por São Paulo e Grêmio; entenda

São Paulo e Grêmio pagam salários de jogadores do Cruzeiro.
São Paulo e Grêmio pagam salários de jogadores do Cruzeiro. | Foto: Reprodução / Cruzeiro

Em meio à forte crise financeira, inflada pela pandemia do novo coronavírus, e aos cortes de gastos, o Cruzeiro encontrou mais um item para colocar em sua lista de ‘economias’ da temporada: a obrigatoriedade dos clubes de origem a arcar com os salários de transferências por empréstimo.

No caso da Raposa, conforme informações do UOL Esporte, dois jogadores se enquadram em neste ‘perfil’, sendo Everton Felipe, que tem os seus vencimentos pagos pelo São Paulo, clube que detém os seus direitos federativos, e Luiz Filipe Machado, que pertence ao Grêmio, que é também sua ‘fonte pagadora’.

Cruzeiro economiza quase 2 milhões em um ano com salários pagos por São Paulo e Grêmio.
Cruzeiro economiza quase 2 milhões em um ano com salários pagos por São Paulo e Grêmio. | Foto: Bruno Haddad / Cruzeiro

Em relação ao jogador do Tricolor Paulista, o Cruzeiro economiza R$ 130 mil por mês, que é o valor determinado no contrato do atleta e que é 100% pago pelo São Paulo. Já no caso do volante do Imortal, a Raposa deixa de tirar R$ 16 mil mensais de seus cofres, visto que o time gaúcho é o responsável pelo pagamento.  

Além da dupla, o clube celeste também não pagava os salários (cerca de R$ 9 mil por mês) de Jhonata Robert, que estava na Toca da Raposa por empréstimo do Grêmio, mas o time porto-alegrense solicitou o seu retorno.

No recorte mensal, somando os valores que seriam pagos a Everton Felipe e Luiz Filipe Machado, o Cruzeiro deixa de pagar R$ 146 mil por mês. Já ao longo da temporada, incluindo o 13º salário, o time celeste economiza R$ 1,898 milhão.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.