Futebol brasileiro

Cruzeiro de Pezzolano 'perde' apenas para o Palmeiras em aproveitamento total no ano; veja números

Wéverton Rodrigues
Com apoio do torcedor, Cruzeiro já tem seis vitórias no Mineirão na Série B do Brasileiro
Com apoio do torcedor, Cruzeiro já tem seis vitórias no Mineirão na Série B do Brasileiro / Pedro Vilela/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Cruzeiro tem tudo para voltar à elite do futebol brasileiro 4 anos depois da fatídica queda para a Série B do Brasileirão. Em reconstrução depois de forte crise política e sobretudo financeira, o time mineiro tem pavimentado aos poucos seu caminho de volta às glórias passadas. A temporada de 2022 é a que melhor reflete o lugar onde deve estar a Raposa: entre os protagonistas do roteiro do que quer que esteja disputando.

Depois de avançar para as oitavas de finais da Copa do Brasil - tendo o Fluminense pela frente -, o time que se tornou SAF (Sociedade Anônima do Futebol) depois de ter 90% de suas ações compradas por Ronaldo Fenômeno acabou se consolidando na Série B com uma campanha importante até o presente momento: são 31 pontos em 13 partidas disputadas e apenas duas derrotas - uma, inclusive, para o vice-líder Vasco, que tem 27 pontos somados. Ao todo, foram 22 vitórias, dois empates e sete derrotas em 2022.

Dessa forma, a trajetória do Cruzeiro representa um marco importante: sob o comando técnico de Paulo Pezzolano, o time possui 69,89% em todos os jogos das competições que disputou até agora e, entre os times de todas as divisões do futebol nacional, fica atrás apenas do Palmeiras, de Abel Ferreira, que hoje figura na liderança da Série A do Campeonato Brasileiro. Depois de vencer o Atlético-GO de virada por 4 a 2, o Alviverde chegou a 79,16% de aproveitamento na temporada.

Finalista do Campeonato Mineiro em 2022 - perdendo a final para o rival Atlético-MG -, o Cruzeiro tem, inclusive, melhor desempenho que o rival mineiro: Antonio 'El Turco' Mohamed chegou a 69,5% na atual temporada - sua primeira à frente do clube - e possui a 3ª melhor marca dos gigantes do esporte no Brasil. Rogério Ceni, que treinou o Cruzeiro em um passado recente, possui 64,9% de aproveitamento em 2022.

facebooktwitterreddit