Transferências

Corinthians e Roger Guedes: veja o que 'segura' o acerto entre o atacante e o Timão

Antonio Mota
O Corinthians tem negociações avançadas com Roger Guedes. Negócio, porém, depende de rescisão do atacante com o Shandong Luneng, da China.
O Corinthians tem negociações avançadas com Roger Guedes. Negócio, porém, depende de rescisão do atacante com o Shandong Luneng, da China. / Fred Lee/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Corinthians tem negociações bem encaminhadas com o atacante Roger Guedes, que tem vínculo com o Shandong Luneng, da China, até meados do ano que vem. Inclusive, o Timão diz nos corredores de poder da Neo Química Arena que não tem nenhuma alternativa em mente para o caso de o negócio com o atacante não dê certo.

De acordo com informações do ge, o Alvinegro Paulista avançou nas tratativas e acredita em um desfecho positivo com Guedes – mesmo que fale publicamente apenas sobre ter “interesse no atleta”. O Timão confia em um final feliz e não pensa na possibilidade de precisar ir ao mercado em busca de um outro nome.

Roger Guedes  Shandong Luneng Corinthians Mercado
Roger Guedes precisa rescindir com o Shandong Luneng para fechar com o Corinthians. / STR/Getty Images

Vale notar que o Corinthians e o estafe de Roger conversam desde o começo do ano. Os envolvidos avançaram nas negociações e se aproximaram de um consenso, mas algumas questões ainda seguram o acerto final. Outro ponto importante é que o Timão não pretende investir dinheiro na compra de direitos econômicos do atacante – ou seja, o acordo só vai sair se ele chegar como agente livre.  

Nesta direção, o Timão, mesmo querendo o jogador o quanto antes, não pretende apressar as pessoas que estão à frente da negociação. Além disso, o clube tem até o dia 24 de setembro para fechar sua lista de inscritos do Campeonato Brasileiro – única competição que o clube segue vivo na temporada.

Além do Shandong Luneng  

Apesar de precisar que o Shandong Luneng rescinda com o atacante, o Corinthians já tem um acordo bem alinhado com Roger Guedes. Aos 24 anos, o brasileiro tem a vida financeira estável e aceitou receber menos para retornar ao Brasil.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit