Futebol Feminino

Corinthians atropela Palmeiras no Allianz Parque, vai à final do Brasileirão Feminino e pode ter novo clássico

Bia Palumbo
Jheniffer roubou a cena no clássico paulista entre Palmeiras e Corinthians
Jheniffer roubou a cena no clássico paulista entre Palmeiras e Corinthians / Karen Fontes/AFI/iShoot/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Maior campeão da história do futebol feminino, o Corinthians está vivo na luta pelo tetracampeonato. E a classificação para sexta final seguida em 10 anos veio com goleada fora de casa sobre o maior rival, o Palmeiras, um 4 a 0 neste sábado (10) no Allianz Parque. E teve recorde de público no futebol feminino no estádio, com 11.450 torcedores presentes.

As Minas da Fiel agora enfrentam São Paulo ou Internacional, que se reencontram na segunda (12) no Morumbi, após empate em Porto Alegre.

Apesar do favoritismo do time alvinegro, as donas da casa chegavam com moral após terem terminado a fase de classificação em 1º lugar.

Dentro de campo, Jheniffer fez a diferença marcando dois gols, Adriana e completaram a festa corintiana, que teve repertório, visto que os gols saíram explorando os lados e jogadas de bola parada, inclusive um pênalti. Destaques do setor ofensivo do Palmeiras, Ary Borges, Camilinha, Bia Zaneratto e Patrícia Sochor mal conseguiram incomodar, tanto que a melhor do time foi a goleira Amanda, que evitou um placar ainda mais dilatado.

As Palestrinas fracassaram na tentativa de administrar uma crise no elenco. A dupla de zaga titular sequer foi relacionada para a partida. Segundo informações divulgadas durante a transmissão do SporTV, a zagueira Agustina estaria insatisfeita por ter perdido a braçadeira de capitã no último jogo com Hoffman Túlio, o antigo treinador, então Thaís Cristina também se afastou em solidariedade à companheira de zaga. Sendo assim, Júlia Bianchi e Day Silva foram escaladas

facebooktwitterreddit