Corinthians adota linha mais conversadora e projeta arrecadar ‘apenas’ R$ 70 milhões com venda de jogadores em 2021

Antonio Mota
Corinthians tem longa ‘lista de negociáveis’, mas faz projeção conservadora quanto aos valores a serem recebidos no quesito ‘vendas de jogadores’.
Corinthians tem longa ‘lista de negociáveis’, mas faz projeção conservadora quanto aos valores a serem recebidos no quesito ‘vendas de jogadores’. / Pedro Vilela/Getty Images
facebooktwitterreddit

O Corinthians possui uma longa lista de atletas a serem negociados – e dispensados – na próxima temporada, mas não projeta receber ‘muito dinheiro’ por eles. Segundo apurações do UOL Esporte, o Timão resolveu seguir com seus critérios mais conservadores e ‘segurou o pé’ quanto à receita com a negociação de seus ativos.  

Conforme o portal, o Alvinegro Paulista projetou arrecadar cerca de R$ 70 milhões com venda de jogadores em 2021. Os números estão na previsão orçamentário do clube para o ano que vem. Vale notar que os valores de arrecadação e despesa total projetados ainda não foram fechados.

O Corinthians traçou uma estratégia mais conservadora para evitar frustrações com projeções mais otimistas.
O Corinthians traçou uma estratégia mais conservadora para evitar frustrações com projeções mais otimistas. / Alexandre Schneider/Getty Images

À título de comparação, nesse ano, o Corinthians arrecadou mais de R$ 110 milhões (18 milhões de euros) somente com a venda de Pedrinho para o Benfica. O Timão detinha 70% dos direitos econômicos do meio-campista.

Como destacado acima, o Alvinegro tem uma extensa ‘lista de negociáveis’ para 2021 – Ângelo Araos, Mateus Vital, Everaldo e outros podem deixar o clube –, mas decidiu seguir uma linha mais conservadora para evitar frustrações com projeções muito otimistas.  

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit