Copa do Brasil

Copa do Brasil: Flamengo retira ação contra sorteio dos mandos, mas mantém posição sobre critério adotado

Fabio Utz
Clube vai jogar segunda partida contra o Furacão fora de casa
Clube vai jogar segunda partida contra o Furacão fora de casa / Buda Mendes/GettyImages
facebooktwitterreddit

O Flamengo se mantém contrário à forma como se deu o sorteio dos mandos de campo das quartas de final da Copa do Brasil. No entanto, optou por retirar ação impetrada junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que tentava invalidar a definição da última terça-feira.

Filipe Luís Thiago Heleno Flamengo Athletico-PR Quartas Copa Brasil
Flamengo pega o Athletico-PR nas quartas de final da Copa do Brasil / Buda Mendes/GettyImages

O clube foi o último clube a ser sorteado quando se conheceu o chaveamento, mas, na hora de se apontar os mandos, teve a posição invertida com o Athletico-PR (seu rival) para cumprir a exigência da competição de não ter dois times da mesma praça decidindo uma perna do mata-mata na mesma cidade. Com isso, o Fluminense ganhou o direito de disputar a partida de volta frente ao Fortaleza em casa, com o Rubro-Negro tendo que decidir seu destino em Curitiba.

"Embora o Flamengo não concorde com a possibilidade de um sorteio sofrer ajustes que interfiram em seu resultado e entenda que o presente processo encerra uma postulação juridicamente correta e justa, o clube prefere nesse momento dar um voto de confiança à nova gestão da CBF, esperando que no futuro os processos sejam mais transparentes e legítimos."

Posição do Flamengo

Na visão da direção flamenguista, o critério adotado não está previsto no regulamento da Copa do Brasil, muito embora nas oitavas de final tenha ocorrido situação semelhante, com o próprio Fla sendo 'beneficiado'. Os rubro-negros alegam que, na ocasião, o Botafogo também estava na briga por vaga e foi outro a definir confronto em casa.

Para mais notícias do Flamengo, clique aqui.

facebooktwitterreddit