Opinião

Como Klopp deve escalar o Liverpool com a chegada de Darwin Núñez?

Lucas Humberto
Rumo ao Liverpool, Núñez agora espera repetir o sucesso de Suárez em Anfield
Rumo ao Liverpool, Núñez agora espera repetir o sucesso de Suárez em Anfield / CARLOS COSTA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Jürgen Klopp venceu de novo. Segundo informações do jornalista Fabrizio Romano, especialista no mercado de transferências, Liverpool e Darwin Núñez chegaram a um acordo verbal. Para ter os serviços do prolífico atacante uruguaio, os Reds vão desembolsar 80 milhões de euros (cerca de R$ 419 milhões), podendo alcançar os 100 milhões de euros dependendo do cumprimento de metas.

Artilheiro do Benfica na última temporada, o centroavante de 22 anos também estava na mira do Bayern de Munique. Curiosamente, ele chega para substituir Sadio Mané, que vinha sendo fortemente ventilado no Gigante da Baviera. A situação do senegalês ainda não está totalmente resolvida, mas a saída é tida como certa.

A priori, a transferência de Núñez representa uma mudança tática para Klopp. Ao contrário de Firmino, Darwin chega como um camisa 9 dos mais clássicos: definidor e capaz de causar estragos dentro da área. Não por acaso terminou a campanha 2021/22 com 34 gols e quatro assistências. Nenhum atacante teve números melhores em toda a Primeira Liga.

Na teoria - e talvez dentro do que espera o próprio treinador -, o uruguaio deverá atuar centralizado, tendo Luis Díaz pela esquerda e Mohamed Salah no lado direito para acompanhá-lo nos metros finais. Mas, se tratando de Klopp, nunca devemos esperar uma dança tão óbvia. Ao longo dos seus anos em Anfield, o alemão mostrou mais de uma vez sua predileção pelo ataque mais móvel possível.

A prova disso está em Diogo Jota e Roberto Firmino, ambos centroavantes de ofício mas que quase nunca atuam centralizados. Núñez, claro, mostrou mais qualidade que os dois citados dentro da área. Não há dúvidas quanto a isso. Contudo, ainda assim, Klopp deve potencializá-lo de diversas outras maneiras, inclusive caindo pelas pontas.

Darwin Núñez Benfica Liverpool Mercado Mané Bayern de Munique
Núñez é capaz de causar estragos na área adversária / Gualter Fatia/GettyImages

A boa notícia é que isso pode funcionar em três vias. A equipe ganha em variação tática, o atacante em versatilidade e o Uruguai vê uma das maiores joias dos últimos anos sendo comandada por um dos melhores técnicos da história. A nova geração Celeste pode não colher frutos este ano, mas para a Copa do Mundo de 2026 as notícias certamente serão bem mais animadoras.

facebooktwitterreddit