Futebol Internacional

Como José Mourinho pode escalar Paulo Dybala na Roma?

Matheus Nunes
Aos 25 anos, Dybala jogará pelo terceiro clube diferente na Europa
Aos 25 anos, Dybala jogará pelo terceiro clube diferente na Europa / Marco Canoniero/GettyImages
facebooktwitterreddit

Peça importante na negociação, o técnico José Mourinho terá um reforço de peso para próxima temporada. Paulo Dybala assinou com a Roma por três temporadas e chega ao clube italiano para ser "o cara" do ataque giallorossi.

Com o reforço argentino, o treinador português terá mais variantes dentro do campo e o 90min traz mais detalhes sobre como ele pode encaixar na equipe italiana. Esta será a terceira experiência do atacante no futebol europeu - antes atuou no Palermo e Juventus.

Dybala como meia-atacante

Na última temporada, Mourinho adotou o esquema de jogo 3-4-1-2. Caso queira manter a mesma formação, o recém-contratado pode jogar mais recuado, tendo mais liberdade para criar, com Pellegrini e Tammy Abraham mais à frente.

Dupla com Tammy Abraham

Caso queira manter Dybala mais avançado a opção é mantê-lo com Tammy Abraham, inglês que balançou as redes em 27 oportunidades na última temporada.

E Zaniolo?

A tendência é que Dybala e Zaniolo disputem posição, já que ambos possuem características semelhantes e são canhotos, reduzindo as chances de jogarem juntos. Contudo, caso Mourinho queira manter o camisa 22 na equipe titular, é possível que o italiano atue mais recuado.

O quarteto ideal

O time dos sonhos dos torcedores da Roma é Abraham, Dybala, Pellegrini e Zaniolo simultaneamente em campo, configurando um grande ataque. O ex-jogador do Chelsea seria o homem de referência, com o argentino mais atrás, Zaniolo na ponta direita e Pellegrini passaria para o meio de campo.

Este artigo foi adaptado a partir de um conteúdo produzido originalmente por Joaquín Jary, do 90min ES (leia o texto aqui - versão em espanhol)

facebooktwitterreddit