Como foi o último jogo de Copa do Mundo entre Argentina e Croácia?

Matheus Nunes
Modric comandou a vitória croata sobre os argentinos em 2018
Modric comandou a vitória croata sobre os argentinos em 2018 / Jean Catuffe/GettyImages
facebooktwitterreddit

Argentina e Croácia voltam a se encontrar em uma Copa do Mundo após quatro anos. As duas seleções também se enfrentaram no Mundial realizado na Rússia em 2018. Porém, diferente do confronto da próxima terça-feira (13), o duelo daquele ano foi válido pela fase de grupos.

Há quatro anos, as seleções ficaram juntas no Grupo D, com a Albiceleste sendo cabeça de chave. As equipes se enfrentaram na segunda rodada, com os Hermanos precisando a todo custo da vitória, já que haviam empatado com a Islândia na estreia. Por outro lado, os croatas estavam em uma situação mais tranquila, pois tinham derrotado a Nigéria na primeira rodada.

Os europeus, em uma atuação inspirada de Luka Modrić, atropelaram os argentinos. O meio-campista marcou um dos gols da vitória e ajudou diretamente a construir a goleada por 3 a 0, colaborando com as jogadas que resultaram nos outros gols.

Rebić abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, aproveitando o vacilo do goleiro Willy Caballero. Aos 35 minutos da etapa final, foi a vez de Modrić deixar o dele, em uma finalização de fora da área. Nos acréscimos, Rakitić deu números finais do duelo após passe de Brozović. O camisa 7 só teve trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes.

A Argentina, na época treinada por Jorge Sampaoli, se complicou na competição. Com apenas um ponto, chegou na última rodada precisando vencer a Nigéria e torcer por combinações de resultados para avançar. Com a vitória sobre a Nigéria por 2 a 1, a Albiceleste conseguiu a segunda colocação do grupo, enquanto a Croácia terminou a primeira fase na liderança da chave, com três vitórias.

Escalação da Croácia: Subasić; Vrsaljko, Lovren, Vida e Strinić; Rakitić, Brozović, Rebić (Kramarić), Modrić e Perisić (Kovacić); Mandzukić (Corluka).

Escalação da Argentina: Caballero; Mercado, Otamendi e Tagliafico; Mascherano, Pérez (Dybala), Salvio (Pavón) e Acuña; Messi, Aguero (Higuain) e Meza.

facebooktwitterreddit