Copa América Feminina

Com virada no fim, Argentina bate Paraguai pela Copa América Feminina e se garante no próximo Mundial

Lucas Humberto
Yamila Rodríguez, um dos principais nomes da Argentina, anotou duas vezes
Yamila Rodríguez, um dos principais nomes da Argentina, anotou duas vezes / PAOLA MAFLA/GettyImages
facebooktwitterreddit

Com emoção, gol no apagar das luzes e Yamila Rodríguez novamente mostrando poder de decisão, a Argentina venceu o Paraguai nesta sexta-feira, 29, em duelo que valia o terceiro lugar da Copa América Feminina e a vaga direta à Copa do Mundo de 2023. A partida disputada no Estádio Centenário de Armênia terminou em 3 a 1.

Foram as paraguaias que estiveram no domínio do placar de início. Aos 39 minutos do primeiro tempo, Nunez anotou contra. Na segunda parcial, Rodriguez igualou. Próximo dos acréscimos, Bonsegundo virou cobrando falta. Se aproveitando da desatenção das adversárias, Rodriguez encontrou o caminho das redes novamente para dar números finais ao confronto.

Florencia Bonsegundo, meia da Argentina
Argentina contou com grande contribuição de Bonsegundo para virar o placar / Getty Images/GettyImages

Com os gols anotados aos 33, 45 e 46 da etapa final, as argentinas triunfaram e repetiram a colocação da última Copa América, disputada no Chile, em 2018. A seleção paraguaia, por outro lado, terá de passar por uma repescagem para garantir a vaga no Mundial de 2023, que terá Austrália e Nova Zelândia como palco.

A citada repescagem, vale ressaltar, envolve equipes de outros continentes, conforme a seguinte configuração: divisão em três grupos, dois com três times e um com quatro. Estarão em disputa duas vagas para Ásia, África, Américas Central e do Norte, e América do Sul; e uma para Oceania e Europa. Brasil e Colômbia, finalistas da Copa América, estão asseguradas no torneio.

Paraguai caiu para a Argentina na disputa do terceiro lugar da Copa América Feminina
Paraguai terá de enfrentar a repescagem para estar no Mundial de 2023 / PAOLA MAFLA/GettyImages
facebooktwitterreddit