Copa do Brasil

Com VAR e tudo! 6 lances que resumem a virada do Fortaleza para cima do CRB na Copa do Brasil

Fabio Utz
Wellington Paulista, de pênalti, garantiu o triunfo do Leão
Wellington Paulista, de pênalti, garantiu o triunfo do Leão / Caio Rocha/FramePhoto/Gazeta Press
facebooktwitterreddit

Em confronto entre nordestinos, o Fortaleza saiu em vantagem diante do CRB nas oitavas de final da Copa do Brasil. De virada, o Leão bateu o rival, na Arena Castelão, por 2 a 1 e agora joga por um empate em Maceió, na próxima quarta-feira, para avançar no torneio. O 90min selecionou 6 lances que resumem o que foi a partida desta quinta.

1. Pênalti afanado?

Logo aos 11 minutos a partida parou para a análise de um possível pênalti de Reginaldo, do CRB, em David, do Fortaleza. Para muitos, o atacante foi derrubado, mas o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior não achou isso. Ele chegou a ser chamado pelo VAR para ver o replay no monitor, mas manteve a decisão.

2. Malabarismo de Reginaldo

Reginaldo poderia ter sido vilão no lance anterior, mas acabou se tornando herói logo em seguida. Aos 15 minutos, após cruzamento de Pikachu, David teve o gol aberto para abrir o placar. A bola estava entrando, mas Reginaldo salvou de forma acrobática praticamente em cima da linha.

3. Gol de Nicolas Careca

A equipe alagoana fez o seu gol ainda na primeira etapa. Aos 41 minutos, ele recebeu lançamento dentro da área e, em posição legal, marcou para os visitantes.

4. Defesa salvadora de Diogo Silva

O Fortaleza poderia ter deixado tudo igual logo no lance que abriu o segundo tempo. Romarinho deu um grande chute, mas a intervenção do goleiro do CRB foi ainda melhor. Um verdadeiro milagre.

5. Pênalti de Gum e gol de Wellington Paulista

Dessa vez, não houve discussão. Aos 26 minutos, Gum derrubou Wellington Paulista (que voltava de lesão) dentro da área. O juiz apitou o pênalti com convicção, e o centroavante cobrou com precisão para deixar tudo igual. Obviamente, não faltou a tradicionalmente selfie na comemoração.

6. Pênalti de Wesley e gol de Wellington Paulista

Não demorou muito para a marca da cal ser, mais uma vez, decisiva. Aos 31 minutos, Wesley colocou a mão na bola em chute de Pikachu. Vendo o lance no monitor, o árbitro não demorou mais que 30 segundos para tomar a decisão. Na cobrança do pênalti, Wellington Paulista mais uma vez fez a festa.

facebooktwitterreddit