Brasileirao Série A

Com Tricolor rebaixado e Colorado em 12º, dupla Gre-Nal vive situação inédita na era dos pontos corridos

Fabio Utz
Times, juntos, tiveram aproveitamento de menos de 40%
Times, juntos, tiveram aproveitamento de menos de 40% / Silvio Avila/GettyImages
facebooktwitterreddit

A última vez que a Libertadores foi disputada sem a presença de Grêmio e Internacional foi na temporada de 2008. Em 2022, catorze anos depois, esse cenário volta a ser uma realidade. O Tricolor, rebaixado (17º lugar), e o Colorado, que terminou o Brasileirão na 12ª posição, nem de perto repetiram campanhas anteriores, e isso precisa ser analisado.

Diego Aguirre Técnico Internacional Campeonato Brasileiro Campanha Pontos Tabela
Diego Aguirre deve deixar o Beira-Rio nos próximos dias / Miguel Schincariol/GettyImages

Para se ter uma ideia, nunca os dois maiores times do Rio Grande do Sul, juntos, se colocaram na chamada 'segunda página' da tabela de classificação da Série A na era dos pontos corridos - ou seja, de 2003 em diante. Em 2004, quando a equipe gremista também caiu para a Série B, os vermelhos ficaram em oitavo. Em 2016, foi o time rubro que caiu, e o rival azul terminou a disputa em nono lugar.

Vagner Mancini Técnico Grêmio Campeonato Brasileiro Campanha Pontos Tabela
Vagner Mancini pode seguir na Arena em 2022 / Alexandre Schneider/GettyImages

No Brasileirão que chegou ao final nesta quinta-feira, a dupla acumulou 91 pontos (48 do Inter e 43 do Grêmio), somente sete a mais do total do campeão Atlético-MG. Cada clube somou 12 vitórias, e o aproveitamento conjunto foi de míseros 39,9%. É ou não para ficar de olhos bem abertos?

O FUTURO DA DUPLA GRE-NAL

O Internacional tende a, nos próximos dias, ir ao mercado na busca por seu novo treinador, uma vez que Diego Aguirre não deve ficar - pode ser anunciado a qualquer momento como novo comandante da seleção uruguaia. Já o Grêmio, pelo discurso de vestiário, pode seguir com Vagner Mancini de técnico. Essa, ao que tudo indica, é uma exigência de Dênis Abrahão para permanecer à frente da vice-presidência de futebol.

facebooktwitterreddit