Com suspensão de parcelas de Ato Trabalhista, Botafogo tem 15 dias para pagar mais de R$ 7 milhões

Antonio Mota
O Botafogo vive uma situação delicada dentro e fora dos campos.
O Botafogo vive uma situação delicada dentro e fora dos campos. / Buda Mendes/Getty Images
facebooktwitterreddit

Em meio à forte crise financeira, altas chances de rebaixamento no Campeonato Brasileiro e clima quente em General Severiano, o Botafogo recebeu mais uma péssima notícia na noite da última segunda-feira (14). A Justiça anulou a suspensão dos pagamentos das parcelas do Ato Trabalhista pelo Glorioso por conta da pandemia do novo coronavírus.

Como a nova decisão, a qual foi tomada pela desembargadora corregedora regional Mery Bucker Caminha, da Coordenadoria de Apoio à Execução do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-1), como informa o Jornal O Dia, o Alvinegro Carioca tem um prazo de 15 dias para pagar uma dívida de R$ 7,24 milhões.  

O Botafogo tem 15 dias para pagar mais de R$ 7 milhões.
O Botafogo tem 15 dias para pagar mais de R$ 7 milhões. / Buda Mendes/Getty Images

O montante, ainda conforme o veículo, é referente às parcelas de abril, maio, junho e julho deste ano. O Botafogo, caso não consiga efetuar o pagamento, pode ser excluído do programa de refinanciamento de dívidas trabalhistas. Vale destacar que a decisão cabe recurso.

Recentemente, o Vasco e o Fluminense também receberam a mesma negativa da Justiça.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.

facebooktwitterreddit